Erundina penhora único apartamento para pagar condenação

Um grupo de amigos da deputada Luiza Erundina (PSB-SP) faz um jantar hoje num tradicional hotel da capital paulista para arrecadar fundos com o objetivo de ajudar a ex-prefeita da cidade pelo PT (1989-1992).

Ela penhorou seus únicos bens – um apartamento e dois carros – para pagar parte de uma dívida com a Prefeitura, de R$ 350 mil. Além disso, 10% de seu salário é retido todo mês.

Aos 74 anos, ela foi cobrada judicialmente pela única condenação de sua vida política. Trata-se da ação popular 053.89.707367-9, que corre na 1ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo.

Erundina foi acusada por usar dinheiro público para financiar publicações em apoio à greve geral de 1989. Um comunicado oficial da Prefeitura justificava os motivos pelos quais os ônibus da companhia pública não circularam naqueles dias 14 e 15 de março.

A sentença – à qual não cabe mais recurso, a não ser sobre o valor a ser desembolsado – acatou o argumento de que a nota não atendia ao interesse público e a prefeita feriu princípios da Constituição.

O grupo de amigos organizou o jantar – convites a R$ 100 – e o movimento "Luiza apoio você", com uma conta bancária para doações.

 

Agência Estado

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.