Equipe do Patrimônio Cultural da PMJP vistoria prédio da API

A equipe de coordenadoria do Patrimônio Cultural da Prefeitura Municipal de João Pessoa esteve no prédio da Associação Paraibana de Imprensa (API),  onde fez uma vistoria no local para iniciar um projeto de revitalização da sede estadual da imprensa. A equipe de arquitetos coordenada pelo jornalista Fernando Moura e a presidente da entidade, Marcela Sitônio fizeram uma avaliação do que poderá ser feito a priori para “salvar” a estrutura física da entidade, bem como, manter a segurança do local.

Conforme Fernando Moura, está sendo feito um levantamento dos custos da revitalização do prédio que inclui ainda a parte elétrica, hidráulica, sistema de refrigeração e equipamentos sanitários. “Esse levantamento se dará em duas etapas, para a elaboração de um projeto final. Primeiro, a revitalização do prédio a médio e longo prazo e depois, um projeto emergencial, no sentido de se buscar ações paliativas que vão dar suporte e manter a segurança da estrutura física da sede da API”, explicou.

Segundo ele, nessa primeira etapa do projeto emergencial que se dará a partir de janeiro, o prédio sofrerá algumas intervenções, principalmente em algumas áreas comprometidas pelas águas das chuvas.  Outra reunião deverá acontecer com a equipe do Patrimônio Cultural, membros da API e prefeito de João Pessoa, Luciano Agra, para aprovação final do projeto.

“Essa parte terá que ser logo feita antes da chegada do próximo inverno. Mas a nossa intenção, já que foi firmada uma parceria com a Prefeitura de João Pessoa, com total apoio do prefeito Luciano Agra, é dar nova visualização ao prédio, mantendo suas características, até porque aquela obra faz parte do nosso acervo histórico cultural da cidade e manter a sede em movimento para os eventos da categoria é importante”, disse.

A presidente da API, Marcela Sitônio falou sobre a importância da parceria e o esforço que a nova gestão está empreendo para administrar a instituição, sobretudo, nesta questão de revitalização do prédio, o que irá proporcionar o bem estar dos associados.

“A nossa preocupação maior é avançar neste projeto porque o prédio está com sua estrutura física comprometida. Esse foi um dos nossos compromissos de campanha e todo o esforço será feito para salvar o prédio da nossa instituição”, garantiu a jornalista.
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.