Entidades e instituições lamentam morte do jornalista Rogério Almeida na Paraíba

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Paraíba, a PBTur, Associação Paraibana de Imprensa da Paraíba e outros órgãos lamentaram a morte do jornalista Rogério Almeida, assessor da Universidade Federal da Paraíba. A própria UFPB também lamentou o falecimento ocorrido na noite desse sábado (3).

Ele estava afastado do trabalho presencial por ser do grupo de risco. Na última sexta-feira, 2, contudo, foi hospitalizado para tratamento de um problema renal grave que acabou causando sua morte. O corpo de Rogério foi cremado na manhã deste domingo, 4.

Saiba mais

Professor e jornalista Rogério Almeida morre em João Pessoa

 

Confira as manifestações dos órgãos sobre a morte do jornalista Rogério Almeida

 

FEDERAÇÃO NACIONAL DOS JORNALISTAS

SINDICATO DOS JORNALISTAS PROFISSIONAIS DO ESTADO DA PARAÍBA

NOTA DE PESAR

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Paraíba manifesta seu profundo pesar pelo falecimento de um de seus ex-diretores, o jornalista Rogério Almeida, de 65 anos, que nos deixou na noite deste sábado, 3, em decorrência de problemas renais.

Sempre cordato, atuante e bem informado, Rogério deixou uma lacuna no jornalismo, onde atuou com afinco em prol da divulgação dos potenciais da Paraíba e, em consequência, pelo desenvolvimento de nosso Estado.

Prestamos nossa solidariedade à família, amigos e admiradores de Rogério, que nos deixou de maneira precoce, numa trajetória onde o conhecimento e o estudo sempre foram pilares.

A DIRETORIA

 

Nota de Pesar

A diretoria da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur) lamenta profundamente o falecimento do jornalista Rogério Almeida, um profissional atuante na divulgação do turismo paraibano. Ex-funcionário da PBTur nos anos 90, Rogério Almeida vai deixar uma lacuna no Jornalismo Especializado e no cotidiano da profissão. Toda nossa solidariedade aos familiares e amigos nessa hora.

Ruth Avelino

 

API lamenta morte do professor e jornalista Rogério Almeida

A Associação Paraibana de Imprensa da Paraíba, através de sua diretoria e em nome de todos os associados, lamenta a morte do professor e jornalista Rogério Almeida, ocorrida na noite deste sábado, 3, em decorrência de um problema renal.

Rogerio era professor de fisioterapia, jornalista e assessor de Comunicação da reitoria da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Na última sexta-feira, 2, foi hospitalizado para tratamento de um problema renal grave que acabou causando sua morte. O corpo de Rogério será cremado na manhã deste domingo, 4.

Rogério Almeida era natural de Pacajus, no Ceará, e vivia há muitos anos na Paraíba, onde também atuava na divulgação de eventos turísticos e gastronômicos. Foi vice-presidente da Associação Companheiros das Américas Comitê Paraíba e era professor de Fisioterapia do Centro de Ciências da Saúde.

Rogério graduou-se em Fisioterapia em 1976 pela Universidade Federal do Ceará e na Paraíba, formou-se em Comunicação Social pela Universidade Federal da Paraíba em 1983, tendo sido também um dos diretores do Sindicato dos Jornalistas da Paraíba.

 

NOTA DE PESAR: Sebrae lamenta falecimento do jornalista Rogério Almeida

O Sebrae Paraíba manifesta a solidariedade a toda família e amigos do jornalista Rogério Almeida, grande entusiasta pelo desenvolvimento do turismo na Paraíba e das ações do Sebrae voltadas para o setor.

Rogério Almeida tinha 65 anos e já atuou como presidente da Associação Brasileira dos Jornalistas de Turismo (Abrajet-PB). Um grande parceiro das ações do Sebrae relacionadas ao setor, era uma figura ativa para a consolidação do turismo da Paraíba.

Conselheiros, Diretores e funcionários do Sebrae Paraíba lamentam profundamente o falecimento do jornalista, que também era professor do Departamento de Fisioterapia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e assessor da Reitoria da instituição.

 

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.