Entidade repudia manifestações sindicais na abertura do São João em CG

 A Adecuja – Associação dos Defensores da Cultura Junina Paraibana – emitiu nota na noite desta quinta-feira, dia 2 de junho, lamentando a ameaça por parte de sindicalistas que, reunidos esta semana, articularam uma manifestação para a abertura do Maior São João do Mundo. Segundo o presidente da entidade, o ativista cultural Arimatéa dos Santos Almeida, a tentativa “é uma verdadeira demonstração de desrespeito a uma das mais caras tradições da cultura campinense”.

 
Na nota, o presidente diz que a ação é “desrespeitosa” com o povo campinense. “Este comportamento não está em sintonia com a pacata conduta do povo campinense. Querem, infelizmente, substituir o som da zabumba e da sanfona por um estridente apitaço e almejam trocar a voz harmoniosa dos nossos grandes artistas regionais pelas vaias inconseqüentes e pelo insulto”, afirma.
 
O presidente pede a ação das autoridades policiais para evitar o que foi classificado pelos próprios sindicalistas como “bagunça” a ser praticada na abertura do São João de Campina Grande. Ele lembra que a cidade será destaque nacional em várias redes de TV e que a atitude tem o objetivo de tirar o brilho da festa, atentando contra a cidade e seu povo.
 
Segue a Nota na íntegra:
 
ASSOCIAÇÃO DOS DEFENSORES
DA CULTURA JUNINA PARAIBANA
Fundada em 02 de setembro de 2009
 
 
População de Campina Grande não aceita tentativa de “bagunçar” abertura do Maior São João do Mundo
 
A divulgação de que “líderes sindicais” e militantes políticos estão se preparando para “bagunçar” a abertura do Maior São João do Mundo em Campina Grande é uma verdadeira demonstração de desrespeito a uma das mais caras tradições da cultura campinense. Estas pessoas pensam que agindo irresponsavelmente estarão agredindo e desrespeitando o prefeito Veneziano Vital do Rêgo. Contudo, esta ação desrespeitosa atinge diretamente o próprio povo campinense e uma das suas mais caras tradições: a festa de São João.
 
Este comportamento não está em sintonia com a pacata conduta do povo campinense, que, neste dia 3 de junho, comparecerá ao Parque do Povo com o intuito tão somente de participar alegremente da abertura da maior festa popular do interior do Brasil. A população está consciente de que este tipo de molecagem merece o mais veemente repúdio, pois, em nada, contribuirá para a solução de problemas de algumas categorias profissionais ou para a melhoria da sociedade em geral.
 
Querem, infelizmente, substituir o som da zabumba e da sanfona por um estridente apitaço e almejam trocar a voz harmoniosa dos nossos grandes artistas regionais pelas vaias inconseqüentes e pelo insulto.
 
Diante desta ameaça, resta-nos lamentar a conduta de sindicalistas como Napoleão Maracajá, presidente do SINTAB, e de outros lideres partidários, que através de notas oficiais divulgadas junto à imprensa paraibana nesta quinta-feira não se envergonham de articular e conclamar o povo a participar de uma bagunça, justamente numa noite em que todos os corações campinenses batem de alegria ante a chegada do Maior São João do Mundo.
 
Contra este tipo de ação inconseqüente, devemos estar em estado de alerta, rogando as autoridades da segurança para que se empenhem ao máximo com o intuito de impedir a baderna, a violência e a bagunça que prometem realizar lideranças políticas disfarçadas, cuja ação está sendo movida por interesses e sentimentos menores, além de inegável propósito político e em conjunto com agentes políticos sem nenhum compromisso com a cidade de Campina Grande. Por isso mesmo, tais pessoas devem ser responsabilizadas, desde já, por qualquer infortúnio ou problema que afete ou tire o brilho da noite de abertura do São João 2011.
 
Espera-se que não se repitam fatos como a queima de pneus já verificada em atos de violência e vandalismo já registrados no centro e em frente ao terminal de passageiros. Espera-se, ainda, que cessem as ameaças de morte e também de seqüestro a parentes de autoridades públicas.
 
Em contrapartida, o momento é de alegria para a população de Campina Grande, orgulhosa de saber que o seu evento maior será alvo da cobertura de emissoras e redes de televisão do Brasil e do exterior. A nossa gente sabe que com respeito, civilidade e diálogo tudo pode ser resolvido. A solução para cada questão sempre virá na hora certa e através dos métodos e estratégias adequados. Venceremos sempre quando a nossa arma for, tão somente, a verdade.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.