Enfermeira lê ParlamentoPB e avisa a família que programador está internado no Trauma

Foi solucionado o mistério do desaparecimento do programador de computação Herbertt Barros Mangueira Diniz, 36 anos, que estava desaparecido desde a noite de quinta-feira, 20. Depois que o ParlamentoPB divulgou o caso, uma enfermeira do Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa leu a notícia e identificou que a foto era de um dos pacientes internados. O rapaz sofreu um atropelamento e foi levado inconsciente ao Trauma na noite de quinta. O estado de Herbertt é estável, mas ele não se lembra do que aconteceu. A família já tinha passado pelo hospital procurando pelo programador, mas no momento a atendente digitou o nome dele errado.

“Estamos muito felizes”, disse Laura Regina sobre a localização do irmão. “Graças a Deus pela divulgação da matéria nas redes sociais, uma enfermeira viu a matéria, a foto e o nome completo e entrou em contato conosco. Ele não lembra o que aconteceu e ainda está um pouco confuso, apesar de ter reconhecido a família. O estado dele é estável, mas a pancada foi na cabeça. Ele está na área laranja e pode ser transferido para a ala verde e pode ter alta em breve. A respeito do que houve no atropelamento, a gente não sabe, mas estamos muito felizes. O aniversário de meu irmão é segunda-feira e ele tem motivos de sobra para comemorar porque ele renasceu”, comentou.

A família estava desesperada à procura de Herbertt porque ele havia combinado de ir ao bloco dos Cafuçus com a irmã e não apareceu e nem entrou em contato. Na última vez que fora visto, ele estava em um bar nas proximidades do Mercado do Castelo Branco.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.