Energisa troca geladeiras de consumidores de baixa renda

A Energisa realizou mais uma etapa da troca de geladeiras nas residências de consumidores de baixa renda atendidos pelo Projeto Energisa Comunidades. Desenvolvido pela Energisa desde 2005, este ano, a entrega das geladeiras começou na segunda quinzena de novembro nas comunidades Padre Zé, Taipa, Santa Emília de Rodat, Parque dos Ipês, Citex, Várzea Nova, Baleado, Jardim Esther e Fac-José Américo, em João Pessoa, além de Marcos Moura, em Santa Rita, e nas comunidades Angelim, Frei Damião, Jardim Sorrilândia, Guanabara e Várzea da Cruz, em Sousa.

A ação será concluída até o final de abril de 2011.  Serão contempladas também as comunidades Grotão, Gervásio Maia, Colinas do Sul, Riachinho, Boa Esperança e Laranjeiras, em João Pessoa. Em Santa Rita, Heitel Santiago, bem como São Lourenço e Mutirão, em Bayeux.

Na grande João Pessoa e em Sousa, a Energisa substituirá 3.250 geladeiras para os consumidores selecionados nas 24 comunidades carentes. Já na região da Borborema, serão substituídas 348 geladeiras para os consumidores selecionados em cinco comunidades de Campina Grande: Atalaia, Jeremias, Mutirão, Jardim Verdejantes e Três Irmãs.

No ato da entrega, a Energisa recolhe as geladeiras antigas, cujo consumo de energia é muito alto. As novas geladeiras, com capacidade para 300 litros, consomem apenas 23 kilowatts/hora por mês.

“Grande parte dos nossos consumidores de baixa renda têm geladeiras em mau estado e esse eletrodoméstico é responsável por 70% do consumo desse tipo de usuário. A seleção dos beneficiados leva em conta o grau de depreciação do equipamento e a situação precária das instalações elétricas", conta o Assessor de Responsabilidade Social da Energisa, José Carlos Mascarenhas.

Além da substituição das geladeiras, a Energisa promove a distribuição de lâmpadas fluorescentes para substituir as incandescentes e a reforma nas instalações internas das residências dos consumidores, como forma de reduzir o consumo de energia, uma vez que a fiação elétrica em mau estado aumenta o consumo e também pode danificar os eletrodomésticos e causar acidentes.

"Se conseguirmos diminuir o consumo desses clientes, eles podem se encaixar na tarifa especial para baixa renda. Dessa forma, esperamos contribuir para que eles possam manter o conforto e a segurança com diminuição do valor da sua conta de luz", afirma José Carlos Mascarenhas.

Com essa medida, a Energisa pretende não só adequar a conta de luz ao orçamento das famílias de baixa renda, evitando, por conseqüência, a inadimplência e as ligações clandestinas, como também estimular e educar os clientes para o consumo consciente de energia elétrica.

O Projeto Energisa Comunidades, além de promover palestras e atividades que visam educar a população para o uso racional e seguro da energia elétrica, desenvolve atividades de conscientização sobre seus direitos e deveres, resgate da autoestima e valorização da cidadania.

O projeto atualmente contempla 58 comunidades, na Grande João Pessoa, Campina Grande e Sousa, no alto sertão paraibano. Desde sua implantação, 74.580 famílias foram atendidas, por meio das seguintes ações:
 
Substituição de mais de 168.148 lâmpadas incandescentes por fluorescentes compactas.
Substituição de 5.722 geladeiras depreciadas por novas.
Reforma de instalações elétricas em 6.902 residências. 
 
Em 2010:

 
32.340 famílias atendidas60.284 lâmpadas substituídas2.990 reformas realizadas
2.785 geladeiras distribuídas

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.