Energisa assume três cooperativas de eletrificação rural

Três cooperativas de eletrificação rural, que buscavam regularizar suas situações como permissionárias no fornecimento de energia elétrica, perderam a ação julgada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A Energisa incorporará os ativos e assumirá os serviços das 3 cooperativas, da CERAL (Areia), da CERVARP (Cajazeiras) e da CERMEPA (Natuba).

As cooperativas acumularam uma dívida de R$ 17 milhões com a Energisa. Esse montante corresponde às faturas que não são pagas a ela desde maio de 2004. Além desse montante, que ultrapassa o patrimônio das cooperativas, a Aneel comprovou que a CERAL, CERVARP e CERMEPA não realizam, entre outros problemas, manutenção na rede elétrica onde atuam, colocando em risco a segurança das comunidades e não prestando serviços adequados aos cooperados.

Assumindo a distribuição de energia elétrica nessas áreas, a Energisa proporcionará aos ex-cooperados os mesmos serviços que presta em todo o Estado, de forma eficiente, segura e responsável.

No próximo dia 24 de agosto, a Aneel também julgará os processos referentes à CERLI (Santa Rita), CERBAL (Bananeiras) e CEDAL (Alagoinha), que se encontram na mesma situação das outras cooperativas e, juntas, acumulam uma dívida de R$ 18 milhões.

É uma situação que se resolve em benefício dos próprios consumidores, como já foi feito pela Energisa em duas outras Cooperativas (CERMEP- em São Bento e CERSOL- em Sousa).

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.