Eletricitários fazem mobilização em frente à Energisa nesta sexta

A diretoria do Sindicato dos Eletricitários da Paraíba (Sindeletric) faz nesta sexta-feira, 18, a partir das 7 horas, em frente a sede da Energisa, no bairro do Cristo Redentor, o lançamento oficial da Campanha Salarial 2009-2010. Neste ano, o evento vai contar com as presenças de representantes da CUT/PB e entidades sindicais filiadas, do sindicato dos Urbanitários de Campina Grande (Stiup), de Sergipe (Sinergia) e da Federação dos Urbanitários do Nordeste (Frune), em Pernambuco.
 
Durante o evento, o Sindeletric vai entregar aos representantes da Energisa uma pré-pauta com as reivindicações da categoria. O presidente do Sindeletric, Manuel Henrique, explica que a presença de eletricitários de Campina Grande, Sergipe é o resultado da criação de uma Intersindical dos funcionários do grupo Energisa. “ O grupo mantém empresas em várias cidades e estados do Nordeste, além do Sudeste. Mas, ela paga salários e benefícios diferenciados. Então como forma de fortalecer a categoria eletricitária e garantir melhores ganhos, decidimos criar a intersindical”, explicou.
 
Como exemplo, o sindicalista informou que um eletricista paraibano, em início de carreira, recebe mensalmente o equivalente a um salário mínimo. Segundo ele, a Energisa Paraíba discrimina os eletricitários quando ela tem os melhores resultados, desempenho e maior lucros, e no entanto paga os piores salários. “O que pretendemos é acabar com essa diferenciação. Todos somos eletricitários e funcionários da mesma empresa. Porque salários e benefícios diferenciados ”,questiona.
 
Pré-pauta – O documento a ser entregue para os representantes da Energisa durante o evento terá cinco cláusulas unificadas e prioritárias definidas pelos sindicatos que integram a Intersindical. Manoel Henrique informou que o reajuste salarial, piso salarial, gratificação eventual (abono), auxílio alimentação e participação nos lucros serão os mesmos para os eletricitários da Paraíba e Sergipe.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.