El Salvador usará modelo produtivo do artesanato paraibano

Representantes do governo de El Salvador, país localizado na América Central, estarão nesta quinta-feira, 14, e sexta-feira, 15, na Paraíba. A comitiva virá ao Estado com o intuito de conhecer a organização produtiva, a forma de gestão, os produtos e como ocorre a comercialização do artesanato paraibano, além do desenvolvimento das políticas públicas para o setor. O grupo de artesãs do município de Alagoa Nova, o Dois Pontos, foi o escolhido por desenvolver trabalhos em bordado semelhante à técnica utilizada em El Salvador.

Ainda na quinta, a missão salvadorenha, que pode contar com a presença da primeira dama do país, após passar pelo município, será recebida pela primeira dama do Estado, Pâmela Bório, na Granja do Governador, em um almoço. No encontro o Sebrae Paraíba, o Projeto Talentos do Brasil, qual a unidade produtiva Dois Pontos é associada, e as artesãs integrantes apresentarão o modelo desenvolvidos por elas. A comitiva passa também, por volta das 15h, na Casa do Artista Popular, em João Pessoa.

“A ideia é conhecer a experiência desenvolvida aqui na Paraíba e destacar os pontos que estão de acordo com a realidade salvadorenha fazendo um verdadeiro intercâmbio”, comentou Verônica Ribeiro, gestora do Projeto de Artesanato do Sebrae Paraíba.

O grupo de El Salvador já está na Bahia, em Salvador, onde participa hoje, 11, até quarta-feira, 13, do ‘Encontro Nacional do Talentos do Brasil – Moda, Capacitação e Mercado’. O encontro é promovido pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e Sebrae Nacional e tem como objetivo o nivelamento entre as cooperativas de artesanato de todo o país e a Cooperativa Central que integra o projeto, técnicos e coordenadores das duas instituições que atuam nos estados.

A aproximação de El Salvador com o Brasil, através do Talentos do Brasil Rural gerou a assinatura de um acordo de cooperação, em agosto de 2010. As ações iniciaram em outubro do mesmo ano com uma visita de diagnóstico na capital salvadorenha, San Salvador. A segunda etapa dá-se justamente durante o Encontro Nacional do Talentos do Brasil, com a troca de experiências e apresentação da metodologia do projeto, que se baseia na organização produtiva, gestão, produto e mercado. A integração culmina na visita à Paraíba.

Escolhidas

Pertencente ao Projeto Talentos do Brasil, o Dois Pontos, na Paraíba, integra cerca de 50 artesãs dos municípios de Alagoa Nova, Ingá, Riachão do Bacamarte, Serra Redonda e Juarez Távora. O grupo trabalha com bordados e labirinto produzindo peças de vestuários, assim como decorativas, inspiradas nas fachadas da arquitetura popular da Região e em ícones do Agreste e Brejo, como bichos e a flora local.

Conhecido internacionalmente, o estilista mineiro Ronaldo Fraga já elaborou duas coleções com as bordadeiras da cooperativa. Umas das coleções, a ‘Pra Voar’, teve como tema os pássaros do agreste, estampados em bordados coloridos, contando com a criação de vinte peças entre blusas, vestidos, saias, batas, camisetas masculinas, colares e peças de cama, mesa e banho. Na oportunidade o estilista fez questão de registrar a admiração pelo talento das bordadeiras e labirinteiras da Paraíba.

Talentos do Brasil

Atualmente, o Talentos do Brasil une cerca de duas mil artesãs e artesãos do meio rural de 12 estados brasileiros. Organizados em 19 cooperativas formam, juntas, a Cooperativa Nacional Marca Única – Cooperunica, com um portifólio de mais de 1.500 produtos. Desenvolvido pelo MDA e Sebrae, o Talentos do Brasil conta com as parcerias do Programa Texbrasil (ABIT e APEXbrasil) e com o apoio da Cooperação GIZ e do Ministério do Turismo (MTur).

Lã de carneiro, crina de cavalo, cipó, tururi de muaná, couro de peixe, além dos tradicionais bordados e crochês de Minas Gerais e do Piauí são algumas das matérias-primas que, nas mãos habilidosas dessas mulheres, se transformam em peças que vão do vestuário como blusas, saias, vestidos e batas aos acessórios como bolsas, chapéus, echarpes e bijuterias, entre outros.

Estilistas e designers reconhecidos nacional e internacionalmente também integram o Programa. A Coordenação de Produtos é realizada pelos estilistas Tereza Santos e Gustavo Grecco. Eles compartilham os saberes e sua experiência junto às artesãs, adequando os produtos às exigências do mercado nas oficinas promovidas pelo projeto.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.