Eitel fica de fora da lista tríplice para procurador-geral

O subprocurador-geral da República Eitel Santiago de Brito Pereira ficou fora da lista tríplice que será entregue ao presidente da República, Luis Inácio Lula da Silva,para indicação do novo procurador-geral da República.

Os nomes subprocuradores-gerais da República Roberto Monteiro Gurgel Santos, Wagner Gonçalves e Ela Wiecko Volkmer de Castilho foram definidos em votação realizada hoje entre procuradores da República de todo país.

A consulta à classe é promovida pela Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) a cada dois anos. Nos ano de 2003, 2005 e 2007, Lula designou ao cargo o nome mais votado na lista tríplice.

Com 482 votos, o subprocurador-Geral da República Roberto Monteiro Gurgel Santos foi o mais votado na consulta à classe. Ele é o atual vice-procurador-geral da República. Em segundo lugar na votação, ficou o subprocurador-geral da República Wagner Gonçalves, coordenador da área criminal do MPF, com 429 votos. Em seguida, vem a subprocuradora-geral da República Ela Wiecko Volkmer de Castilho, com 314 votos.

Também disputavam a preferência da classe o procurador da República Blal Yassine Dalloul e o procurador regional da República Mário Ferreira Leite. Blal Dalloul recebeu 232 votos, Eitel Santiago de Brito Pereira 117 e Mário Ferreira Leite 18 votos.

O presidente da ANPR, Antonio Carlos Bigonha, entregará a lista tríplice para o presidente Lula no início da próxima semana. De acordo com a Constituição Federal, o chefe do MPF deve ser membro de carreira e ter mais de 35 anos. Após a nomeação pelo presidente da República, o nome escolhido deverá ser aprovado pelo Senado Federal, para mandato de dois anos.
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.