Efraim pede à imprensa retratação por divulgação de denúncia sem prova

O senador Efraim Morais (DEM-PB) cobrou, nesta quinta-feira (7), retratação da imprensa pela divulgação de notícias sobre denúncias sem comprovação contra ele e contra o senador Romeu Tuma (PTB-SP). Ele pediu a retratação uma vez que o ex-diretor de Recuros Humanos João Carlos Zoghbi não confirmou as denúncias de que os dois parlamentares teriam, enquanto primeiros-secretários do Senado, se beneficiado de irregularidades em licitações e contratos.

Efraim pediu à imprensa que dê, na retratação, o mesmo espaço utilizado para a divulgação das denúncias. Para ele, o fato de Zoghbi e sua esposa terem recuado, em depoimento prestado na quarta-feira (06) à Polícia do Senado, das denúncias feitas contra os senadores mostra a inconsistência das acusações.

O senador pela Paraíba se manifestou durante reunião da Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI), quando pediu licença para falar sobre assunto diverso à pauta da reunião.

– Quando vem uma denúncia, é preciso verificar, antes de publicar, se é verdadeira. Analisar bem antes de jogar na lama o nome de qualquer cidadão. Há muito tempo venho sendo vítima de tentativa de manchar o meu nome. Quem tiver algo, que mostre e prove. Eu queria somente tratamento igualitário pela imprensa, que colocou as denúncias envolvendo meu nome e o de Tuma em todas as manchetes do país – pediu Efraim.

O senador lembrou ainda que, na ocasião da publicação das denúncias, foi à Tribuna do Senado colocar-se à disposição de todos os órgãos de fiscalização, com o objetivo de esclarecer os fatos.

– Mandei ofício à Polícia Federal, abrindo meu sigilo fiscal, telefônico e bancário, para desmanchar as insinuações e denúncias vazias e interesses políticos que tentam preparar manchetes para a as eleições que se avizinham – denunciou.

Agência Senado

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.