Efraim confirma empenho de 20 milhões para o novo Hospital de Trauma

O balanço dos empenhos das emendas da Bancada Federal em 2011 demonstra que das 18 emendas aprovadas pela Bancada Federal, 2 foram vetadas e apenas 5 foram empenhadas em 2011, sendo 2 para o Governo do Estado, 2 para a prefeitura de Campina Grande e 1 para a prefeitura do Conde.

O Governo do Estado foi o maior beneficiado, com 65% do total empenhado. Os recursos são para a construção do Hospital da região Metropolitana de João Pessoa, que terá sede em Santa Rita, a ser executado pela Secretaria de Saúde e pela Superintendência de Obras, bem como para a terceira etapa do Centro de Convenções de João Pessoa, obra tocada pela Secretaria de Infraestrutura.

De iniciativa do deputado Efraim Filho, a emenda para construção do Hospital Metropolitano de Santa Rita, aprovada com R$ 21,4 milhões, foi atendida com R$ 20 milhões, 53 % do total empenhado para toda a Bancada Federal. Para o Deputado "É uma obra estruturante, para atender o povo da Paraíba na sua maior demanda, que é a melhoria no atendimento de saúde. Sediado entre Bayeux e Santa Rita, terá condições de atender também aos cidadãos da região metropolitana e do interior, desafogando e proporcionando assim melhor qualidade no atendimento do Hospital de Traumas de João Pessoa."

Para a continuação das obras do Centro de Convenções, proposta pelo deputado Damião Feliciano, foram empenhados R$ 4,4 milhões. As 2 emendas empenhadas para o município de Campina Grade foram atendidas pelo Ministério da Integração com R$ 10 milhões, sendo R$; 8 milhões destinados ao desassoreamento do Açude de Bodocongó, aprovada pelo senador Vital do Rêgo e com R$ 2 milhões para macrodrenagem do Canal do Bodocongó, de iniciativa do ex-senador Roberto Santiago.

A quinta emenda empenhada garantiu R$ 2,9 milhões para a prefeitura do Conde pavimentar o acesso à praia de Coqueirinho. Aprovada por iniciativa do ex-senador Wilson Santiago, a emenda previa R$ 36,6 para infraestrutura turística na região metropolitana de João Pessoa.

Em um ano marcado pela péssima execução das emendas de bancada, a maior prejudicada foi a prefeitura de João Pessoa, que ficou sem nada, apesar de contar com R$ 47,2 milhões de emendas para infraestrutura turística e R$ 38 milhões para urbanização do rio Jaguaribe.

A performance de Campina Grande também não foi das melhores, pois contava com R$ 61 milhões aprovados e conseguiu empenhar apenas R$ 10 milhões.

Hospital Metropolitano de Santa Rita

O grande destaque fica para a emenda que garantiu a implantação do Hospital Metropolitano entre Bayeux e Santa Rita. Proposta por Efraim Filho, foi empenhada com R$ 20 milhões, 53% do total empenhado para todas as emendas da bancada da Paraíba.

A nova unidade será o terceiro do Estado a prestar atendimento de alta complexidade, visto que atualmente existe um em Campina Grande e outro em João Pessoa e contará com 274 leitos, sendo 39 para urgência e emergência, 66 para clínica geral, 16 para semi-intensiva, 41 para internação obstétrica, 6 para UCI neonatal, 60 para UTI e 46 para pediatria.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, o Hospital Metropolitano de Santa Rita prestará atendimento especializado em urgência, emergência, atendimento e internação em pediatria e obstetrícia, beneficiando 38 municípios e uma população aproximada de 800.000 habitantes.

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.