Edmilson Soares prevê duas adesões ao bloco governista

O presidente em exercício da Assembleia Legislativa da Paraíba, Edmilson Soares (PSB), foi hoje de manhã à tribuna para se explicar a respeito do arquivamento do requerimento apresentado por Luciano Cartaxo (PT) e que convocava o governador para comparecer à Casa Epitácio Pessoa e apresentar soluções para as reivindicações salariais dos médicos do Hospital de Trauma e dos professores da rede estadual.

Em meio a seu pronunciamento, Edmilson voltou a citar o regimento interno da Casa e disse que não é prerrogativa dos deputados convocar o governador do Estado.

– Nunca na história da Assembleia houve a convocação de um governador. Nunca isso foi feito nesta Casa. Eu pedi à assessoria jurídica desta Casa, depois de consultar o presidente, já que estou no exercício do cargo, e fui informado que o assunto era inconstitucional. Eu quero dizer ao deputado Luciano Cartaxo que não procurei ferir nem desagradar ninguém, mas garantir o direito da fala e o cumprimento do regimento interno. A oposição tem o direito de se pronunciar sobre a convocação. Eles têm a linha de atacar e nós procuramos defender e querer que o Governo acerte. Sabemos das dificuldades que temos enfrentado, seja na Saúde, Segurança, Educação… mas, não podemos admitir que se faça destas questões uma bandeira de luta, uma forma de se projetar junto à cidade de João Pessoa quiça nas eleições municipais do próximo ano. Não estou dizendo isso com Luciano Cartaxo. Mas, é preciso admitir que o Governo tem tentado acertar e transformado a Paraíba em um grande canteiro de obras. Muito em breve, estaremos anunciando a adesão de mais dois deputados. Vocês não acreditaram no passado quando viram Wilson Braga, Doda de Tião e Márcio Roberto. Quem sabe antes do recesso não passaremos de 21 para 23 deputados?

O nome dos eventuais adesistas não foi revelado pelo deputado socialista.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.