Edmilson diz que reeleição de Ricardo Marcelo foi decidida no dia

O vice-presidente da Assembleia Legislativa, Edmilson Soares (PSB), negou hoje à tarde que tenha sido o articulador da reeleição antecipada do presidente da Casa, Ricardo Marcelo (PSDB), numa eleição surpresa realizada no último dia 19. Em entrevista ao Tambaú Debate, da Tambaú FM, o parlamentar acrescentou que a ideia da antecipação do pleito surgiu na manhã do dia 19. Ele citou como "testemunha" o deputado Janduhy Carneiro (PPS)

– Foi decidido naquela manhã que faríamos a eleição naquela sessão. Não houve reunião antes disso de maneira nenhuma. Ricardo Marcelo não teve 34 votos porque quatro deputados estavam viajando. Se eles estivessem no plenário, teria tido 34 votos. Não vi nada de anormal. Ao contrário, o PSB, que só tinha uma vaga na mesa diretora, ganhou duas, com Léa Toscano. O importante é deixar claro que a grande liderança da Assembleia é Ricardo Marcelo. Ele congrega todos os deputados, sejam de situação ou de oposição. Ele é da base do Governo e se assim não fosse eu não estaria ao lado dele.

Na entrevista, Edmilson ainda acrescentou que não existe contestação sua à liderança do deputado Lindolfo Pires, comandante do bloco governista na Assembleia:

– Minha relação com Lindolfo não é nota 9. É nota 10. Alguns até me chamam de vice-líder. Não existe contestação nenhuma a Lindolfo. Ele orienta a bancada e é nosso companheiro. Fui eu quem encabecei a lista pedindo ao governador que Lindolfo fosse nosso líder na Assembleia. A escolha é prerrogativa do Governo, mas o pedido foi nosso. A primeira assinatura foi a minha.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.