Durval Ferreira nega golpe em Milanez e critica aumento da Zona Azul

Cláudia Carvalho

O presidente da Câmara Municipal de João Pessoa, vereador Durval Ferreira (PP), negou hoje a denúncia feita por Fernando Milanez (PMDB) de existência de um golpe para inviabilizar o projeto dele que previa sessões diárias no legislativo municipal. Durval atribuiu a queixa do colega ao desconhecimento dele das reuniões da Casa: "O vereador não compareceu à reunião que tratou dos projetos para saber como o assunto foi discutido. Não houve manobra nem golpe algum. Ele sabe disso".

Durval também comentou a implementação de um reajuste de 30% na taxa de estacionamento Zona Azul e declarou considerar o percentual abusivo: "Sou contra o aumento. Acho que ele é abusivo e não entendo porque um órgão público cede a área para uma empresa terceirizada cobrar por isso. A Zona Azul deveria ser de graça", disse ele, se solidarizando à vereadora Raíssa Lacerda (DEM) que convocou uma reunião com outros sete parlamentares municipais amanhã à tarde com a finalidade de discutir o aumento.

Finalmente, o presidente da Câmara Municipal anunciou algumas metas administrativas para o semestre que vem. Ele pretende reformar um prédio vizinho ao anexo, na rua das Trincheiras, para fazer funcionar nele um plenário e as salas das comissões.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.