Durante sessão na AL, Major Fábio anuncia greve da PM

Nenhum representante do governo do estado compareceu à sessão especial, que esta sendo realizada neste momento na Assembléia Legislativa, para discutir o impasse entre policiais civis, militares e agentes penitenciários com o governo do estado, em reação a chamara “Pec-300”.

A sessão, proposta pelo deputado estadual Frei Anastácio (PT), está tendo a participação das dez entidades que representam as polícias lamentaram a ausência de representantes do governo do estado.

A maioria dos 12 parlamentares presentes é da oposição e criticaram a postura do governo do estado, que ao não mandar representantes para a sessão, estaria desrespeitando o Poder Legislativo e os policiais, segundo eles. “A ausência de autoridades estaduais mostra a forma do “pouco caso” que o governo do estado está fazendo em relação ao problema que envolve os policiais”, disse o deputado Frei Anastácio, autor da propositura da sessão especial.

O parlamentar disse que a segurança do estado se encontra na iminência de um colapso. “Os delegados já anunciaram greve por tempo indeterminado a partir da próxima terça-feira. Depois deles, os policiais militares também poderão entrar em greve. Depois que isso acontecer, o estado ficará entregue à bandidagem”, disse o parlamentar.

Greve da PM – Durante a sessão, o major Fábio, uma das principais lideranças da polícia, anunciou que a categoria irá entrar em greve, por tempo indeterminado, a partir de segunda-feira. Ele disse que não dar mais para suportar a falta de compromisso do governo do estado em relação à categoria. “Quer os lideres de entidades não queiram, a polícia entrará em greve a partir de segunda-feira”, disse o major Fábio.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.