Dunga não vê dificuldades para aprovação do pedido de remanejamento

O acordo de lideranças governistas e oposicionistas “costurado” pelo presidente Arthur Cunha Lima (PSDB), como forma de agilizar a tramitação do novo pedido de remanejamento proposto pelo Governo do Estado deve repercutir numa aprovação tranquila da matéria na sessão da próxima terça-feira, 17. A avaliação foi feita na tarde desta quarta-feira, 11, pelo deputado estadual Carlos Dunga Júnior (PTB), presidente da Comissão e Acompanhamento e Controle da Execução Orçamentária.

Projeto de Lei do Poder Executivo solicita autorização da Assembleia Legislativa para efetuar um remanejamento no Orçamento, na ordem de R$ 587 milhões, para o pagamento de servidores e a conclusão de obras. A matéria ainda não chegou à Comissão, conforme o parlamentar, porque a Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) aguarda os esclarecimentos solicitados pelo seu presidente, o deputado Zenóbio Toscano (PSDB).

Para Dunga, essas informações, juntamente com as explicações do secretário de Planejamento e Gestão, Ademir Melo, nesta quinta-feira (12/12), no plenário “Deputado José Mariz”, deverão facilitar a aprovação da matéria, a exemplo do que aconteceu por ocasião da apreciação do, primeiro remanejamento solicitado pelo governo.

“Acredito que não haverá dificuldade para a aprovação da matéria. Nós estamos apenas cumprindo a nossa obrigação de zelar pelo dinheiro público, solicitando os esclarecimentos necessários sobre a origem a aplicação dos recursos que serão remanejados”, observou.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.