Dom Aldo defende adoção da Lei Seca na Grande João Pessoa

O arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto, participou hoje da primeira sessão do Parlamento da Região Metropolitana. O tema da reunião foi a Segurança Pública e, a respeito do assunto, Dom Aldo defendeu uma proposta polêmica para diminuir a criminalidade nos municípios da Grande João Pessoa. Para ele, a violência só diminuirá se a Lei Seca entrar em vigor.

"O crime campeia e recruta adolescentes e crianças. É um horror. Sou a favor de lei seca para diminuir a violência. Dizem que ela acabaria com muitos empregos, mas isso não é verdade. Acabaria, sim, com a baderna.  Não podemos deixar as coisas soltas porque seria um álibi para quem só pensa no bolso e quer lucrar com a desgraça alheia", disse Dom Aldo.

A primeira sessão do Parlamento Metropolitano aconteceu pela manhã no auditório da Federação do Comércio, no Centro de João Pessoa, reunindo parlamentares representantes dos municípios de João Pessoa, Bayeux, Santa Rita, Cabedelo, Conde, Cruz do Espírito Santo, Lucena, Mamanguape, Rio Tinto, Alhandra e Pitimbu. De João Pessoa, apenas o presidente do Parlacrem, Tavinho Santos (PTB) e o Pastor Edmílson (PRB) se fizeram presentes.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.