Dinho acusa suposto desvio de dinheiro para presidente do PRP

O vereador Valdir Dowsley (PRP), o Dinho, foi destituído da presidência do PRB na cidade de João Pessoa, por decisão da Executiva Estadual, que decidiu afastar os presidentes de diretórios de outros 11 municípios. Hoje, Dinho comentou a decisão, disse que não aceita os argumentos da direção estadual, anunciou recurso à última instância judicial e fez denúncia sobre possível desvio de dinheiro do partido pela presidente Maria da Luz.
 
Dinho destacou que a alegação do fraco desempenho na eleição deste ano não justifica a sua destituição, por que para ele, a coligação que o partido optou neste pleito foi quem prejudicou a legenda. “A coligação que o PRP fez parte, elegeu quatro deputados e nenhum do nosso partido. O partido serviu apenas de escada para outros”, destacou.
 
Ele lembrou que assumiu o partido em 2002 e que já em 2004, nas eleições municipais, dois vereadores foram eleitos e em 2008, a bancada foi mantida e o próprio Dinho ficou na primeira suplência. “Fortalecemos o partido na Capital e entre os partidos pequenos, fomos o único que fizemos uma bancada na Câmara”.
 
“Se repararmos, todos os partidos na Paraíba tem dissidentes, o PSDB, o PT, o PP, o PTB e o próprio PSB, nem por isso, se registrou uma ação como essa do PRP”, completou.
 
Sobre a destituição, Dinho afirmou que vai recorrer até a última instância judicial para garantir seu retorno e aproveitou para questionar a presidente estadual do PRP, Maria da Luz, sobre depósitos de recursos do partido que ela pediu para que fossem depositados na conta de sua filha e não na conta do partido.
 
“Ela, assim que assumiu a presidência do partido me pediu para fazer os depósitos mensais do partido na conta da sua filha e alegou que como tinha assumido o partido há pouco tempo, iria fazer uma auditoria na conta partidária, mas como vi que nada foi feito, desde março voltei a fazer o deposito na conta do partido”, destacou.
 
O vereador disse que vai acionar a direção do partido para saber o destino desse dinheiro que foi depositado na conta de Katharine Kelly Silva, que segundo ele, é filha da presidente.
 
Dinho encerrou confirmando que apesar da destituição, seu posicionamento político nas eleições deste ano, não muda. “Continuo apoiando a governador José Maranhão, por que entendo que ele é o melhor para a Paraíba”.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.