“Dilma não convidou, ela convocou”, diz novo ministro Pepe Vargas

O novo ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas (PT-RS), afirmou na noite desta sexta-feira (9) que foi "convocado" pela presidente Dilma Rousseff para integrar o ministério. Pepe, que é deputado federal e seria candidato à Prefeitura de Caxias do Sul (RS), assume o cargo no lugar de Afonso Florence.

 
"A presidente me chamou para uma convocação. Eu disse que não poderia, que estava candidato, que tinha sido feito toda uma negociação. E ela [Dilma] me disse: “O PT tem quadros e neste momento eu preciso de você aqui”. A presidente não convidou, ela convocou. Claro que me honra uma convocação dessas", disse Pepe ao G1 na noite desta sexta, horas após o Planalto anunciar seu nome como novo ministro.
 
Segundo o novo ministro, Dilma fez dois pedidos para o período em que ele estiver no comando da pasta. O primeiro é acabar com os bolsões de miséria no meio rural e o segundo, fortalecer a agricultura familiar.
 
"O pedido dela é para o crescimento da agricultura familiar e distribuição de renda no campo. Temos uma agricultura familiar forte, mas ainda temos bolsões de miséria em alguns pontos. A grande meta da presidente Dilma é acabar com a miséria, fortalecendo a agricultura familiar", disse.
 
Outra preocupação da presidente, segundo Pepe, é com relação à reforma agrária. "A reforma agrária é uma preocupação do governo, mas não basta só distribuir terras. Temos de distribuir onde há condições de assentar as famílias com qualidade", disse o novo ministro.
 
Segundo Pepe, a data da posse no ministério ainda não foi definida. Na próxima segunda-feira (12), o novo ministro já tem uma reunião marcada com o ex, Afonso Forense, para discutir os trâmites da pasta. A reunião deve ocorrer ainda pela manhã. Pepe passa o final de semana em Caxias do Sul, cidade em que foi prefeito.
 
 
G1 
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.