Dilma decide que PSB ficará com Integração e Portos

A presidente eleita, Dilma Rousseff, definiu na tarde desta terça-feira (21), em reunião com líderes do PSB, que o partido ficará com dois ministérios: Integração Nacional e Secretaria de Portos. A decisão exclui a pasta de Aeroportos, como era inicialmente esperado.

A área da aviação civil permanecerá no Ministério da Defesa. Dilma prometeu, entretanto, incluí-la na pasta de Portos futuramente. Ela está reunida com o ministro Nelson Jobim, que continuará na Defesa.

A eleita acolheu as indicações do PSB de nomear Fernando Bezerra Coelho para o Ministério da Integração Nacional e o prefeito de Sobral (CE) Leônidas Cristino para Portos.

Com essas indicações, Dilma ainda precisa confirmar três dos 37 ministérios. O deputado Luiz Sérgio (PT-RJ) foi chamado hoje para a Secretaria de Relações Institucionais, e o ministro Jorge Hage, para permanecer na Controladoria-Geral da União.

O acerto de Dilma com o PSB deixou de fora o deputado Ciro Gomes (PSB-CE), que chegou a pedir o comando da Saúde –que acabou nas mãos de Alexandre Padilha.

Segundo líderes do partido, a ausência do deputado no primeiro escalão da petista foi uma decisão pessoal. Ciro teve sua candidatura à Presidência rejeitada pelo PSB a favor da aliança com Dilma.

Folha Online

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.