Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Dez suspeitos de desviar dinheiro da Assembleia do PR são presos em operação

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

O Gaeco (Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado), do Ministério Público Estadual do Paraná, prendeu na manhã deste sábado dez pessoas suspeitas de integrarem um esquema de desvio de dinheiro da Assembleia Legislativa do Estado por meio da nomeação de funcionários fantasmas.

A operação contou com a participação de promotores e policiais e foi batizada de Ectoplasma. Entre os presos, estão o ex-diretor-geral da Casa, o empresário Abib Miguel, conhecido como Bibinho, e dois dos seus ex-colaboradores na administração da Assembleia, Cláudio Marques da Silva e José Ary Nassif.

Marques da Silva também foi autuado por porte ilegal de arma. Na casa dele, foram encontrados cerca de R$ 200 mil em dinheiro. Na casa de Bibinho, outros R$ 50 mil. Num depósito do bairro Seminário, em Curitiba, outra equipe do Gaeco apreendeu 73 veículos, entre eles modelos antigos, pertencentes a Bibinho.

As prisões temporárias, com duração de cinco dias, prorro

gáveis por mais cinco, foram concedidas a pedido do Ministério Público Estadual pelo juiz designado da Vara de Inquéritos Policias de Curitiba, Aldemar Sternadt.

A Assembleia está sendo investigada pela suspeita de abrigar um esquema de desvio de dinheiro público envolvendo nomeações de funcionários fantasmas por meio de atos secretos e depósitos milionários na conta dessas pessoas. Os outros sete detidos também são suspeitos de envolvimento no esquema.

O coordenador estadual dos Gaecos no Paraná, procurador Leonir Batisti, disse que a prisão dos suspeitos foi motivada durante as investigações, iniciadas há 40 dias, por indícios de crimes de peculato (quando servidor se apropria de dinheiro público), formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e falsificação de documentos.

Na casa dos suspeitos presos também foram apreendidos, em cumprimento a mandados de busca e apreensão, documentos que podem auxiliar na continuidade das investigações.

Em depoimentos, já prestados anteriormente, todos os suspeitos optaram por permanecer em silêncio durante os interrogatórios feitos pelos promotores do Gaeco.

Folha Online

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Arthur Urso leva “esposas” para passear sem roupa íntima na orla de João Pessoa

Professores da UFPB desistem de candidatura e apoiam Terezinha e Mônica

Anteriores

f6e0316c-7fcf-455c-97a6-45997afb091b

Relatório de Efraim à PEC que criminaliza o porte de drogas é aprovado no Senado

camaradiasdavila

Vereadores de município baiano aprovam reajuste de R$ 0,46 para professores

chuvasjp (2)

João Pessoa tem média de 29 mm de chuvas em 24 horas, mas sem ocorrências graves

alpbabre (1)

ALPB garante acompanhantes para mulheres em procedimentos médicos com sedação

odonecico

Sancionada Lei que proíbe fogos de artifício com estampido em João Pessoa

1713220734661dac7e30ef1_1713220734_3x2_lg

Unimed manda cancelar plano de saúde de idosa de 102 anos

alph-ufpb (1)

Caso Alph: Ex-namorada é julgada pela morte de estudante da UFPB

Unimed JP 1

Unimed JP abre seleção para médicos atuarem em unidade de serviço domiciliar

Gervásio Maia, deputadoo

Projeto de Gervásio quer garantir fornecimento gratuito de repelentes para inscritos no CadÚnico

Vitor Hugo e Wallber Virgolino

Vitor Hugo diz que se Wallber entrar em bairro de Cabedelo será metralhado; deputado reage