Deputados se unem em favor do Porto de Cabedelo

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Ricardo Marcelo (PSDB) se reúne nesta quarta-feira,(18), às 10h30, em seu gabinete, com o presidente do Comitê em Defesa do Porto de Cabedelo e do Sindicato das Agências de Navegação Marítima do Estado da Paraíba, Márcio Madruga, a administração do Porto de Cabedelo e governo do Estado e para criar um movimento suprapartidário em prol da conclusão da dragagem do Porto.

O objetivo é aumentar a capacidade de operacionalização do porto e assim, assegurar a retomada do desenvolvimento do Estado.

O deputado estadual Trócolli Júnior já abraçou a causa e espera que este movimento ganhe força pela importância que é a conclusão desta obra. “Esperamos a colaboração dos 36 deputados estaduais, 12 federais e dos três senadores. Essa luta não é de nenhum partido e sim de uma classe política que luta pelo desenvolvimento do Estado”, argumentou Trócolli.

“Todos nós gostaríamos de ser o protagonista desta obra, mas o mais importante é união de todos em concluir a dragagem do Porto de Cabedelo, por isso estou nele”, argumentou o deputado.

O deputado Trócolli afirmou que o Porto de Cabedelo hoje ocupa importante papel na economia do Estado, pois movimenta vários setores, e por isso, precisa ser modernizado. “A chave do desenvolvimento da Paraíba está em Cabedelo”, salientou Trócolli.

A obra está 92% concluída, restando apenas 8%. No mês de agosto há cinco meses, o deputado estadual Trócolli Júnior esteve junto como senador Vital do Rêgo Filho (PMDB) em Brasília para uma reunião com o Ministro Leônidas Cristino, da Secretaria Especial de Porto para agilizar a dragagem.

Para o presidente do Sindicato das Agências de Navegação Marítima do Estado, Márcio Madruga, há mais de 30 anos o porto não tem dragagem. “Cabedelo há 25 anos não tem dragagem. Com a conclusão podemos transportar cerca de 20 mil toneladas a mais no mesmo navio. A dragagem do Porto é uma obra fundamental para a Paraíba”, enfatizou Márcio Madruga.
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.