Deputados reclamam de desconto de R$ 1 mil para ajudar colega

Cláudia Carvalho

Muitos deputados do grupo coordenado pelo ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB) reclamaram durante a reunião mantida na última quarta-feira na casa do presidente da Assembleia Legislativa, Arthur Cunha Lima (PSDB) do desconto feito em seus contracheques. A diminuição, de R$ 1 mil, serviria para ajudar o colega João Gonçalves a quitar suas dívidas de campanha.

Um deputado que preferiu não se identificar garantiu que a insatisfação foi grande. Em meio aos protestos, até o deputado Jacó Maciel, famoso pelo seu silêncio frequente, ousou se rebelar: "Estão querendo me fazer de palhaço!". Dos 20 parlamentares reunidos na ocasião, oito teriam procurado ou prometeram procurar a tesouraria da Assembleia para desautorizar o desconto indevido.

Ainda segundo o parlamentar, embora, o discurso combinado para ser repassado à imprensa tenha sido o de ressaltar a unidade, houve um momento na reunião em que o próprio Cássio teria admitido que, a depender do quadro verificado, os tucanos poderiam optar por uma aliança com um candidato fora do partido. O nome suscitado, neste caso, foi o de Ricardo Coutinho.

O Parlamentopb procurou um outro parlamentar do grupo de Cássio e quis saber se o relato do desconto era verdadeiro. Ele confirmou a procedência do assunto, mas também não quis se identificar.

João nega – O deputado estadual João Gonçalves (PSDB) negou que tenha havido qualquer desconto nos contra-cheques dos colegas e também que o tema tenha sido tratado na reunião com Cássio: "Não sei quem disse isso, mas não existiu desconto nenhum e nem isso foi tratado na reunião. É mais um disse-me-disse criado pela oposição", resumiu.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.