Deputados pedem ampliação e melhorias da UEPB em Catolé do Rocha

A mesa diretora da Assembléia Legislativa irá encaminhar à reitora Marlene Alves e ao Poder Executivo a proposta de ampliação do campus IV da UEPB, que atenderá toda a região polarizada por Catolé do Rocha. Essa proposta já havia sido apresentada pelo então deputado estadual Biu Fernandes (DEM), no ano passado, e seguirá agora para votação em plenário.

O projeto de Biu tem como propostas principais, a implantação de cursos noturnos em Catolé do Rocha, cursos superiores nos municípios de São Bento e Brejo do Cruz, além da abertura de 500 novas vagas presenciais e de ensino à distancia. Este foi um dos resultados da sessão itinerante da Assembléia Legislativa, realizada em Catolé de Rocha nesta terça-feira (26/05), que homenageou os 174 anos de emancipação política daquele município.

Aproximadamente 300 pessoas acompanharam a primeira sessão itinerante da Assembléia Legislativa do Estado realizada em Catolé do Rocha. A sessão aconteceu no salão Pax do Colégio Fátima Menes, um dos mais tradicionais da região. Dez prefeitos da região, onze vereadores e vários deputados estaduais – entre eles,  Gervásio Maia Filho (PMDB), Manoel Ludgério (PTB), Socorro Marques (PPS), Jacó Maciel (PTB), Márcio Roberto (PMDB), José Aldemir (DEM), e o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Arthur Cunha Lima (PSDB) – se fizeram presentes aos debates.

O presidente Arthur reforçou que a região foi berço de ilustres paraibanos, muitos deles como representantes do Poder Legislativo, e dois governadores de Estado.

Para o presidente da Assembléia Legislativa sessões itinerantes, como a que aconteceu nesta terça-feira em Catolé do Rocha, reforçam a importância do trabalho legislativo. "Nesta sessão pudemos discutir temas como educação e apresentar propostas a serem inseridas no orçamento para 2010, como a questão da expansão da UEPB, uma reivindicação justa de um conjunto de cidades da região de Catolé. Ouvimos os cidadãos, ao mesmo tempo que tentamos encontrar soluções para os problemas enfrentados pelo povo paraibano", constatou o presidente.

O líder da bancada do governo na Assembléia Legislativa, deputado estadual Gervásio Maia Filho,  destacou a tradição histórica e a capacidade de superação de um povo “que mesmo convivendo com a seca, tem demonstrado que é possível através da dedicação e trabalho, desenvolver alternativas econômicas, e tem se destacado no ramo industrial”. Segundo Gervasinho, a presença de indústrias tem gerado aproximadamente 1.500 empregos diretos.

Para o líder da bancada de oposição na Assembléia, Manoel Ludgério, a presença do Poder Legislativo em Catolé do Rocha “foi uma demonstração que a Casa tem procurado estreitar seu relacionamento com a sociedade através de sessões itinerantes como a que tivemos aqui. É a oportunidade de estar mais perto do povo do nosso Estado”.

A sessão teve início com um debate sobre a expansão do campus IV da Universidade Estadual da Paraíba. Autor da propositura que permitiu a sessão itinerante, o suplente de deputado, Biu Fernandes começou seu discurso, ressaltando o crescimento do orçamento financeiro da instituição nos últimos seis anos.

Segundo ele, em 2003, a UEPB recebia, anualmente do Poder Executivo, R$ 56 milhões. Hoje, essa receita chega a R$ 170 milhões. Um acréscimo que, segundo Biu, deveria justificar a implantação de novos cursos na região polarizada por Catolé do Rocha, onde vive uma população de mais de 100 mil pessoas. “A nossa sugestão é a triplicação do campus IV da UEPB, facultando assim, a descentralização para que sejam instalados cursos superiores que passem a atender mais de 2.000 estudantes, ao invés dos apenas 340 alunos graduandos em toda a região. O ensino superior precisa seguir mesmo ritmo de crescimento que a região tem registrado”, pontuou.

No que depender da UEPB, o processo de interiorização da educação superior continuará acontecendo. Foi o que garantiu o pró-reitor da Universidade, Jeremias Jerônimo de Lima, ao afirmar que esta expansão física será possível graças a autonomia financeira, conquistada através da Lei da Autonomia, aprovada pela Assembléia Legislativa. “Essas vagas serão ampliadas em Catolé do Rocha, devido a participação que a UEPB possui, hoje, junto a Receita Estadual. Uma conquista não só da UEPB, como de toda a sociedade”, garantiu o pró-reitor. 

Homenagens – A sessão especial prosseguiu com homenagens. Os 70 anos da Escola Francisca Mendes foram prestigiados com a entrega de uma placa de reconhecimento da Assembléia Legislativa, entregue à diretoria pelas mãos do deputado estadual Manoel  Ludgério. 

Os 50 anos do Colégio Técnico Dom Vital, foram marcados com a entrega de uma placa comemorativa ao diretor Frei Marcelino de Santana, através de um ex-aluno, o autor do requerimento da sessão, o suplente parlamentar Biu Fernandes. “O Dom Vital não é um colégio qualquer, é um colégio revolucionário, precursor do movimento sindical. O que começamos aqui foi a valorização da juventude”, considerou.

Também foi homenageado com a entrega da Medalha de Honra ao Mérito do Poder Legislativo, o empresário catoleense, Arione Monteiro Diniz. “Este é um momento mais que oportuno, até mesmo pela data que comemora o aniversário da minha cidade que tanto amo”, observou. Ele é proprietário da maior rede de óticas da América Latina, movimentando mais de cinco mil empregos em todo o Brasil e no exterior.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.