Deputados mantém obrigatoriedade de abertura de contas no Banco do Brasil

A votação a respeito do veto do Governador ao projeto do deputado estadual Dinaldo Wanderley (PSDB) foi apertada, mas acabou sendo mantida no final da tarde de hoje a obrigatoriedade de abertura de contas do funcionalismo estadual no banco indicado pelo Governo, ou seja, o Banco do Brasil. O placar foi de 16 a 16, mas seriam necessários 19 votos para derrubar o veto.

Pela proposta de Dinaldo, o servidor público estadual não seria obrigado a abrir a conta salário em um banco indicado pelo Governo, mas poderia escolher em que instituição receberia seus vencimentos.

O líder do Governo na Assembleia, Gervásio Filho (PMDB), disse que o veto foi mantido porque uma norma do Banco Central já prevê a portabilidade bancária e confirmou que os servidores não são obrigados a abrir suas contas no Banco do Brasil.
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.