Deputado protesta contra demissões de servidores por questão política

O deputado Pedro Medeiros (PSDB) acusou hoje à tarde o governo do estado de demitir servidores indicados por parlamentares que não fazem parte da base política do governador José Maranhão. Ao mesmo tempo, segundo Pedro Medeiros, o governo promove um “festival” de nomeações. “É lamentável essa atitude porque só atinge os menores, aqueles que recebem salário mínimo”, protestou.

O parlamentar informou que tal prática está acontecendo em todo o Estado, principalmente, no Cariri paraibano, região em que ele atua politicamente. O deputado ressaltou que hoje está na oposição, mas que já foi governo e, nessa segunda situação, nunca pediu para demitir servidores pequenos ligados a outros grupos políticos. “Quando fui governo consegui nomear muitas pessoas. Porém, nunca pedi para demitir servidores, nem mesmo aqueles que não votavam em mim e que entraram no Estado por indicações de meus opositores”, afirmou. 

O deputado Carlos Batinga (PSC) apresentou um contraponto às declarações do colega Pedro Medeiros. Batinga disse que o atual governo não está demitindo, mas sim corrigindo excesso encontrado na folha de pessoal. “O governo passado cometeu excesso. Isto é, inchou a folha do Estado. E isso precisava ser corrigido. Por exemplo, uma escola de Coxixola, com cerca de 30 alunos, contava com mais de 30 auxiliares de serviço, o que é inadmissível”, comentou.

Carlos Batinga declarou também que o atual governo trabalha no sentido de apresentar ações que garantam a geração de emprego e renda, como forma de acabar com o sistema “paternalista” do Estado. “As ações do atual governo visam levar condições reais de emprego aos municípios paraibanos. E isso vai evitar que as pessoas fiquem dependuradas no serviço público estadual”, comentou.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.