Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Deputado paraibano diz que dia foi importante para desmascarar a Justiça do Brasil

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

“Neste momento de arbítrio dos lavajatinos que farão todo tipo de manobras que necessário for para manter Lula na cadeia, reitero que somente a luta e muita resistência poderá desmontar esse golpe contra a soberania do país, contra os trabalhadores e contra as instituições democráticas. Esse episódio de hoje desmascarou de vez que Justiça temos nesse país”, lamentou o deputado estadual Jeová Campos. O parlamentar, que também é advogado, se referiu ao episódio jurídico deste domingo (08), que envolveu a liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo o deputado, em quase 30 anos de advocacia, ele nunca viu uma situação similar. “Nunca vi um juiz de grau inferior deixar de cumprir uma ordem de um juiz de grau maior”, disse Jeová. Para ele, a arbitrariedade do juiz Sérgio Moro, de insubordinação a ordem de um desembargador e a maior prova de que o país está diante de um juízo de exceção. “E esse juízo de exceção somente existe porque tem apoio de parte do judiciário conservador e elitista”, afirmou Jeová.

Na opinião do deputado, só há um caminho capaz de quebrar essa farsa jurídica. “Só conseguiremos combater isso com a luta política das forças democráticas comprometidas com a democracia”, afirmou Jeová, lembrando que o ‘Estado Democrático de Direito pressupõe o respeito aos princípios de direito e garantias fundamentais da pessoa humana, dentre eles o princípio da inocência e no direito à liberdade. Hoje foi um dia importante porque expôs para o povo brasileiro a fragilidade do tribunal de julgou Lula. Um Tribunal de exceção que somente cumpre decisão que é do seu interesse”.

Em comunicado em rede social, o parlamentar manifestou seu repúdio a atitude do juiz Sérgio Moro, enaltecendo o agravante dele estar de férias, fora do país, e mesmo não tendo jurisprudência, nem soberania sobre a decisão do desembargador, agir do modo como agiu. “Fica aqui o meu repúdio ao Sérgio Mouro e a todos os lavajatinos que praticam uma justiça particular e justicialista, própria das ditadoras fascistas. É preciso resistir a isso e não se curvar diante da injustiça”, escreveu o parlamentar.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Exaustão, sobrecarga… por que não reconhecemos os nossos limites?

Presidente do PT é acusado de cometer etarismo contra Luiz Couto

Incidente no Restaurante Garden: entenda o que realmente aconteceu

Anteriores

Cida Ramos, deputada

Cida Ramos acredita em candidatura própria do PT e diz que está confiante

Adolescente mata os pais e a irmã

Adolescente mata os pais e a irmã em SP por ficar sem computador e celular

Barreira do Castelo Branco

Obras na barreira do Castelo Branco começam hoje e trecho da BR-230 será interditado

Luciano Cartaxo 3

Luciano Cartaxo melhora, mas segue internado em João Pessoa

Ebrahim Raisi

Presidente do Irã morre aos 63 anos em queda de helicóptero

Luciano Cartaxo e Cida Ramos

Executiva Nacional do PT adia mais uma vez decisão sobre eleições em João Pessoa

UFPB-entrada-683x388

Começam hoje inscrições para concurso da UFPB com 21 vagas e salário de até R$ 11 mil

Padre Egídio preso

Justiça realiza hoje primeira audiência de instrução de Padre Egídio e ex-diretoras do Hospital Padre Zé

Rachel Sheherazade 3

A Grande Conquista 2 dá baixa audiência e não lucra, mas Rachel Sheherazade é bem avaliada

Caixa Econômica, Desenrola Brasil

Prazo de renegociação do Desenrola Brasil acaba nesta segunda-feira