Deputado do PSOL chama Moro de “capanga” de milícia e da família Bolsonaro

A sessão da Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) da Câmara, que contava com a presença do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, acabou com uma grande confusão.

O deputado Glauber Braga, do PSOL do Rio, que já havia chamado Sergio Moro de “juiz ladrão” no ano passado, chamou Moro de “capanga”, durante a audiência sobre a PEC da prisão em segunda instância.

“[Moro] É lobo em pele de cordeiro. O senhor Sergio foi muito bem treinado nas relações com o governo do EUA, nas visitas que fez ao Departamento de Estado… Mas a verdade é o que o senhor é um capanga da milícia e capanga da família Bolsonaro”, afirmou Glauber.

Segundo o parlamentar, Bolsonaro mente descaradamente. “Toda vez que questionado sobre o caso Flávio Bolsonaro, diz que é uma responsabilidade do Ministério Público e da Polícia do Rio. […] Mente e trabalha como blindador da família e da milícia”, disse.

Em meio ao tumulto na sessão, o ministro respondeu a Glauber:

“Deputado, o senhor não tem fatos, não tem argumentos. O senhor é um desqualificado para exercer esse cargo.” Moro disse ainda: “Quem protegeu milícia foi o seu partido”.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.