Deputado denuncia abandono da duplicação da BR 104

O deputado estadual Romero Rodrigues (PSDB) denunciou hoje a interrupção das obras de duplicação da BR 104 que interliga os municípios de Campina Grande a Caruaru, mais precisamente o trecho urbano que acessa a entrada de Campina Grande, Av. Brasília ao Distrito Industrial de Queimadas, por falta de pagamento.
 
Ele disse que “o canteiro das máquinas está fechado e precipícios abertos às margens da BR que se transformarão em açudes caso ocorram chuvas. Máquinas e operários abandonaram o local, deixando para trás enormes valas que se tornarão problemas com as proximidades das chuvas de verão. Foi o que constatamos em uma visita que fizemos ao local” afirmou Romero Rodrigues.
 
Segundo o deputado a construtora mantém no local, administrando as instalações, um contador e um engenheiro, de nome Glauber, que não pediu ressalvas, e disse que os trabalhos de duplicação do trecho da BR-104 foram interrompidos por falta de pagamento, não especificando ser da responsabilidade da Prefeitura de Campina Grande, que adotou a obra como umas das realizações da gestão do prefeito Veneziano Vital do Rego, ou do governo federal, que financia o empreendimento.
 
O empresário Arimatéia Rocha, que atua nos ramos da construção civil, (Construtora Rocha), imobiliário (Imobiliária Rocha), e hotelaria (Restaurante Campina Grill), e ganhou a concorrência para executar os trabalhos, é considerado um empresário correto, cumpridor de obrigações e prazos – “desde, é claro, que de responsabilidade dele”, disse o engenheiro Glauber.
 
“Sem dinheiro qualquer empresa quebra e a Construtora Rocha certamente quebraria se bancasse a obra sozinha”, acrescentou Glauber, que afirmou ainda ficar “espantado com a propaganda da Prefeitura de Campina Grande que divulga na imprensa que os trabalhos estão em estado avançado de execução”.
 
Os serviços de duplicação da BR estão paralisados a cerca de dois meses. Romero lamentou "a falta de compromisso do governo Maranhão e também da administração de Veneziano Vital do Rego para com a sociedade".

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.