Depois de gravação com Ricardo, Prefeitura anuncia varredura em telefones

O chefe de gabinete da Prefeitura de João Pessoa, jornalista Nonato Bandeira, informou hoje que uma empresa deve ser contratada para fazer uma varredura nos telefones funcionais, especialmente no número usado pelo prefeito Ricardo Coutinho (PSB) para verificar a existência de grampo. O assunto veio à tona depois que o prefeito foi filmado, na tarde de sexta-feira, saindo do Residencial Atlântico, onde mora o ex-governador Ronaldo Cunha Lima (PSDB).

"Estamos pedindo uma varredura nos celulares porque estão existindo estranhas coincidências. O prefeito marcou uma conversa com Ronaldo Cunha Lima na sexta-feira e o segurança dele notou que o carro estava sendo seguido. Quando Ricardo chegou para conversar com Ronaldo, foi filmado entrando e saindo do local. Os fatos são evidentes e prova disso foi o Sistema Correio ter mostrado o vídeo. Qual o interesse que alguém teria em colocar um carro e seguir o prefeito Ricardo Coutinho? Eu não sabia desse encontro e as pessoas sabiam e estavam seguindo o prefeito", declarou Nonato.

Segundo ele, os técnicos em telefonia estariam sendo contratados para averiguar telefones celulares e fixos não apenas de Ricardo Coutinho como também de alguns auxiliares ligados ao Prefeito: "Estamos contratando técnicos independentes. Já tínhamos informações de que uma maleta israelense e uma de Cingapura estariam servindo para esses grampos. Em Guarabira, havia uma câmera filmando o prefeito o tempo todo. O prefeito é um agente político e está sendo monitorado e por isso vamos fazer uma varredura em telefones fixos e celulares", arrematou.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.