Dênis reconhece fracasso e diz que não pôde fazer mais

O agora ex-secretário executivo da Administração Penitenciária, sargento Dênis (PV) disse hoje à tarde que estava deixando o cargo e devolvendo a função para o governo. Ele admitiu o fracasso na função e explicou que não teve condição de fazer mais do que fez.     
 
– O cargo é do governador e ele decide. A gente está à disposição, o cargo sempre esteve e sempre estará a disposição do governador. Não tenho nenhum apego a cargo nenhum e nenhum problema quanto a isso. Eu lamento não poder ajudar o governo mais que isso, porque tem algumas ações, alguns diretores e agentes que batem de frente com questões políticas, com questões da corrupção. Infelizmente, não tive condições de fazer essas mudanças. Vai continuar entrando celular, droga e seria preciso fazer muito mais do que fizemos em ações. Muita coisa não deu pra fazer nos cem dias.
 
Ele falou também sobre os boatos de desavença entre ele e o secretário José Formiga.
 
– O que existe entre a gente é questão administrativa. Acho que poderíamos fazer muito mais na secretaria, que não está como o governo precisa, nós temos 80% dos crimes com algo relativo a apenados. Teríamos que contribuir muito mais e eu creio que se o governador fizer alguma mudança fará com razão.
 
Finalmente, Dênis completou fazendo um desabafo e dizendo que sua passagem pela secretaria não correspondeu às suas expectativas:
 
– Já faz algum tempo que eu coloquei meu cargo à disposição por todos os fatos que eu falei. Não foi o que eu sonhava. Acho que o sistema prisional da Paraíba é bom, grande parte dos funcionários são dedicados, leais, mas não consegui fazer o que eu sonhava.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.