DEM quer impugnar convenções do PSD

O DEM prepara mais uma etapa de contestação judicial à criação do PSD. Depois das assinaturas, agora a ideia é impugnar as convenções que o partido deve realizar a partir do próximo fim de semana.

O argumento é que, no papel, não há nem sigla nem filiados que legitimem os encontros.

O ex-deputado Saulo Queiroz rebate dizendo que o PSD cumpre as determinações do TSE.

Para conseguir tirar o partido do papel, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab –principal articulador da nova legenda–, precisa do apoio de 490,3 mil eleitores. As assinaturas devem ser colhidas em, pelo menos, nove Estados.

Porém, denúncias de irregularidades na coleta dessas assinaturas podem atrapalhas os planos de Kassab. Entre as suspeitas está o uso da máquina da Prefeitura de São Paulo para recolher apoio à criação do novo partido e até a inclusão de nomes de pessoas que já morreram.

 

Folha Online

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.