Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Delegação da Fetag-PB participa de mobilização em Brasília do 24º Grito da Terra Brasil

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Com o tema “Agricultura familiar é alimento saudável e conservação ambiental”, foi iniciada nesta segunda-feira (20)  a mobilização do 24º Grito da Terra Brasil. Milhares de agricultores e agricultoras familiares de todo o país chegaram ontem em Brasília com suas malas, colchões, cobertores, redes e muita esperança de ver as suas demandas atendidas pelo Governo Federal e pelo Congresso Nacional. A FETAG-PB participa da mobilização política com uma delegação composta por representantes de diversos sindicatos dos trabalhadores rurais agricultores e agricultoras familiares da Paraíba.

O primeiro dia foi dedicado à cobrança da redução dos juros, de orçamento adequado e justo para a agricultura familiar e recursos para o Proagro, envolvendo o Banco Central e o Ministério da Fazenda.

No Banco Central, um grupo foi recebido enquanto boa parte ficou na frente entoando os cantos e frases de luta, aguardando o resultado da negociação.

Segundo o presidente da CONTAG, Aristides Santos, que coordenou a reunião com o BC, a justificativa do órgão é que depende da decisão do governo sobre quanto o Tesouro e os fundos constitucionais vão investir nestas políticas.

“Então, nós encaminhamos uma agenda conjunta com o Ministério do Planejamento e Orçamento, com o Ministério da Fazenda, com o Tesouro Nacional, com o Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA) e o Banco Central do Brasil para uma decisão conjunta. Fizemos o diálogo, apresentamos nossas propostas, mas a resposta é que só será dialogada e definida no conjunto dos ministérios. Então, em breve, a CONTAG estará fechando essa agenda e convocando as Federações para dialogar novamente e termos uma resposta que nos atenda”, compartilhou o dirigente.

Quanto ao Proagro, a CONTAG, Federações e Sindicatos ainda estão cobrando uma definição. “Nos preocupa muito essa indefinição no que diz respeito ao Proagro. O seguro corre um sério risco de ter a suas regras alteradas e inviabilizar o Pronaf, principalmente para que o agricultor e agricultura familiar tenha um mitigador de risco”, completou Aristides.

Simultaneamente, um grupo se deslocou para o Ministério da Fazenda a fim de reafirmar e reforçar a nossa pauta do Grito da Terra Brasil, que já foi entregue ao Executivo.

A secretária de Política Agrícola, Vânia Marques Pinto, afirmou que “nós entendemos que a agricultura familiar é quem alimenta a população brasileira e faz chegar na mesa dos brasileiros e brasileiras a diversidade de alimentos saudáveis.”

Enquanto acontecia a audiência no MF com dirigentes da CONTAG e representantes de Federações e Sindicatos filiados estiveram em reunião com o secretário-executivo Dario Carnevalli e equipe, os agricultores e agricultoras familiares fortaleciam a mobilização em frente ao ministério.

“A reunião foi muito boa, nós fomos muito bem recebidos. O secretário estava muito atento e anotando tudo para poder tratar depois com o ministro Haddad. Então, estamos na expectativa dos pontos a serem encaminhados conjuntamente com os outros ministérios. O maior ganho político foi o compromisso assumido com o fortalecimento da agricultura familiar por meio das políticas públicas e um GT para dialogar sobre o Proagro e o Fundo de Catástrofe”, explanou a secretária.

Vânia completou: “Conseguimos sair com alguns encaminhamentos e esperamos que amanhã tenhamos respostas positivas do Governo Federal”.

PROGRAMAÇÃO

Nesta terça-feira (21) acontecerá a tradicional caminhada do Parque da Cidade até a Esplanada dos Ministérios, com início previsto para 7 horas da manhã. Ao longo do percurso, os agricultores e agricultoras familiares de diferentes regiões brasileiras reafirmarão os principais pontos de pauta, mostrando a força e toda a vontade de continuarem no produzindo alimentos saudáveis, conservando a natureza e transformando o meio rural num lugar de vida e bem viver.

Já na Esplanada, serão feitas intervenções na frente de ministérios, como do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), do Meio Ambiente (MMA), do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA), da Agricultura e Pecuária (Mapa) e da Previdência Social (MPS).

O encerramento está previsto para 12 horas, no quadrante da Alameda das Bandeiras, em frente ao Congresso Nacional. A expectativa é ocorrer um anúncio oficial do governo federal com os resultados das negociações, com os ministros Paulo Teixeira (MDA) e Márcio Macêdo (Secretaria-Geral da Presidência da República).

Existe a possibilidade de o presidente Lula receber um pequeno grupo, no Palácio do Planalto, em reunião fechada para apresentar os anúncios.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

UEPB: uma crise democrática

Confusão continua: TRE nega ter chancelado posse de Raissa Lacerda na Câmara

Anteriores

Cagepa PB

Começam hoje inscrições para concurso da Cagepa com 80 vagas e salários de até R$ 12 mil

boaventura

Auditor do TCE é barrado em Boa Ventura e aciona MP e polícia para checar finanças

f13594e09cbba8986323e3cf52d2a445

João surpreende e nomeia Arymatheus para Saúde e Miguel Ângelo para Desenvolvimento Econômico

WilsonfilhoRepublicanoss

João Azevêdo anuncia Wilson Filho e Edilson Amorim para a Educação da PB

joao-azevedo-paraiba

João Azevêdo anuncia investimentos e credenciamento de entidades para o Programa de Aquisição de Alimentos

aaada

Professores e servidores da UFPB e do IFPB convocam imprensa para entrevista coletiva nesta quinta

aditivo-sao-joao-cg

MPPB, órgãos e empresa assinam Termo Aditivo sobre segurança durante o São João de Campina Grande

cumprimento-decisao-boa-ventura

MPPB tem pedido deferido pela Justiça e garante auditoria do TCE na Prefeitura de Boa Ventura

cópia-de-casa-da-pamonha1

Procon-JP realiza pesquisa no valor das comidas típicas durante os festejo juninos

trt

TRT acata recurso e anula decisão de juiz após parto de advogada