CUT-PB leva bandeiras de luta dos trabalhadores à rua nesta sexta-feira

Mesa Permanente de Negociação entre Trabalhadores e Governo; aprovação de projetos de lei que beneficiam os profissionais e implantação de políticas públicas para pequenos agricultores e mulheres são algumas das bandeiras de luta que a Central Única dos Trabalhadores na Paraíba (CUT-PB) está levando às ruas de João Pessoa nesta sexta, dia 29.

Trata-se da comemoração do Dia da Classe Trabalhadora (1º de maio), a CUT-PB fará uma grande mobilização que se inicia na Estação Ferroviária (próximo ao Terminal de Integração, no Centro), às 16h00 e segue para o Ponto de Cem Réis, com ATO PÚBLICO e SHOW com a Banda TUAREGS, a partir das 17h00.

A CUT-PB pretende, através do ato, reivindicar uma série de melhoria para os trabalhadores. De acordo com o presidente da entidade, Luis Silva, trata-se de uma grande manifestação para avançar na conquista dos direitos dos trabalhadores das mais diversas categorias.

“Durante este ato, vamos expor tudo o que a CUT reivindica para que haja o desenvolvimento sustentável do Brasil e da Paraíba. Este ano, um dos focos nacionais de luta é a aprovação do Projeto de Ementa Constitucional (PEC) 369, que garante a reforma sindical. Com isso, os trabalhadores poderão ser mais bem representados por sindicatos que poderão atuar com mais liberdade e autonomia”, destacou o presidente da CUT-PB.
 
Veja abaixo as bandeiras de lutas para o 1º de maio de 2011:
 
Nacionalmente

Aprovação da PEC 369, que garante a reforma sindical, resultado numa maior liberdade e autonomia para os sindicatos;
Redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais, sem redução de salário;
Aprovação da PEC 129, que promove a Reforma do SUS;
Aprovação da Reforma Tributária;
Ratificação das Convenções 151 (direito de negociação coletiva) e 158 (garantias contra demissões) da OIT;
Fim do Fator Previdenciário.
 
Na Paraíba

Instalação de Mesa Permanente de Negociação dos trabalhadores com os Governos Estadual e Federal;
Implantação do Plano de Segurança Pública para as zonas urbana e rural;
Pela qualidade do atendimento à saúde do trabalhador e sua família;
Criação de uma Secretaria Estadual exclusiva para Políticas Públicas para as Mulheres;
Criação de Secretaria Estadual focada na Agricultura familiar;
Implantação de uma alimentação agroecológica e de um desenvolvimento sustentável.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.