CUT faz mobilização em favor da regulamentação de jornalistas

A Central Única dos Trabalhadores na Paraíba (CUT-PB) está elaborando um documento para cobrar a regulamentação de profissão do jornalista. De acordo com Arimatéia França, vice-presidente da CUT-PB, o documento será enviado ao ministro do Trabalho e Emprego Carlos Lupi, além dos 12 deputados federais da Paraíba e dos três senadores que representam o Estado. Segundo o sindicalista, a elaboração do documento conta com a colaboração de representantes do Sindicato dos Jornalistas da Paraíba e da Federação Nacional dos Jornalistas.

A CUT-PB, junto com o movimento sindical, está preparando o calendário de manifestações que devem acontecer em todo o Estado. A proposta é mostrar os prejuízos para a sociedade e para a categoria sobre a decisão tomada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) de extinguir a exigência do diploma para o exercício do Jornalismo.

“Em primeiro lugar, queremos evitar a diminuição do salário do jornalista, que além da perda de respeito pode sofrer também prejuízos financeiros com esta decisão. Em segundo lugar, estamos defendendo os cursos superiores de Comunicação, que podem entrar em crise. Quem vai querer fazer um curso cujo diploma vai ser desnecessário para a profissão?”, destacou Arimatéia França.

O presidente do Sindicato dos Jornalistas da Paraíba, Land Seixas, destacou que a sociedade como um todo será penalizada por conta da perda da qualidade da informação. “O mais importante é a questão da qualidade do produto que a mídia vai oferecer, como textos e reportagens sem comprometimento com a verdade. Os únicos beneficiados serão os grandes barões da comunicação”, destacou ele.

Uma reunião para dar início a elaboração do documento foi marcada para esta quinta-feira (dia 25), na sede da Associação Campinense de Imprensa, em campina Grande. De acordo com o presidente do Sindicato dos Jornalistas da Paraíba, Land Seixas, haverá outra reunião neste próximo sábado, na sede do Conselho Regional de Contabilidade, no Centro, em João Pessoa, para elaborar o calendário de manifestações e atos públicos. A reunião do sábado irá resgatar o Fórum de Lutas contra Desregulamentação, criado desde 2002, por conta da primeira liminar expedida em favor da queda do diploma.

“A nossa primeira ação será uma passeata pelas ruas da Capital”, disse o presidente do sindicato.  Durante a última sexta-feira (dia 19) houve uma manifestação em Campina Grande que reuniu jornalistas e os estudantes e professores do curso de Jornalismo da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB).

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.