Cúpula do PTB quer nova direção longe de Dunga e Abílio

Os conflitos gerados no PTB da Paraíba durante a campanha eleitoral no ano passado deverão ser resolvidos na próxima semana com a indicação de uma comissão provisória. Durante as eleições, o PTB foi dividido em dois grupos: um liderado pelo atual presidente do partido, o ex-deputado federal Armando Abílio, que apoiou José Maranhão (PMDB); e o outro liderado pelo suplente de deputado Carlos Dunga, que apoiou Ricardo Coutinho (PSB).

Para solucionar o impasse, que mesmo depois da eleição não foi resolvido, a executiva nacional do partido decidiu nomear uma comissão provisória. Segundo o presidente nacional do partido, Roberto Jefferson, a comissão deverá ser presidida por uma pessoa que não está envolvida no “racha”, para que assim o PTB na Paraíba possa ser unificado.

Segundo Roberto Jefferson, o nome da pessoa que deverá assumir a presidência estadual interinamente será indicado pelo vereador pessoense Tavinho Santos e pelo prefeito de Sousa, Fábio Tayrone. “A decisão não deve passar nem pelo nome de Armando Abílio nem pelo de Carlos Dunga. O PTB precisa de uma nova linha, uma terceira via que possa pacificar. O que está sendo buscado no momento é um consenso no partido”, comentou.
Quanto a se o PTB deverá apoiar ou não o governador Ricardo Coutinho, o presidente nacional comentou que esta é uma decisão que deverá ser tomada posteriormente.

O suplente de deputado Carlos Dunga comentou que chegou a conversar com Roberto Jefferson e foi cogitada a possibilidade da presidência interina do partido ficar nas mãos dele provisoriamente. “Eu acho que é preciso fazer uma renovação urgente. Eu afirmei ao presidente nacional que aceitaria presidir a comissão, mas com a condição de que o partido se coloque ao lado de Ricardo Coutinho”, disse.

A reportagem do JORNAL DA PARAÍBA tentou entrar em contato com Armando Abílio, mas foi informada que ele não poderia atender a ligação.


Jornal da Paraíba

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.