CTB defende empréstimo e promete expor nomes de deputados ‘contra a PB’

A Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil na Paraíba (CTB-PB), que agrega cerca de 40 sindicatos em todo o estado, está convencida de que há a necessidade urgente da Assembléia Legislativa paraibana aprovar os R$ 191 milhões em empréstimo junto Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). E a central sindical ainda promete expor e divulgar a toda a Paraíba os nomes dos deputados estaduais que estão contra a aprovação do empréstimo.

“Independente de cor ou posicionamento partidário, a Paraíba precisa crescer e avançar. A não aprovação do empréstimo vai influir diretamente na vida do trabalhador paraibano”, justifica o secretário-geral da CTB, Geraldo Lima, acrescentando: “A intransigência da oposição foi levada para o campo político e quem vai pagar caro é a Paraíba e os trabalhadores”.

Geraldo lembra que, sem o empréstimo, o estado não poderá desenvolver programas e, sem a entrada de novos recursos, não haverá investimentos em várias áreas, como na indústria da construção civil, e empregos não serão gerados. “A aprovação do empréstimo é sim de interesse da classe trabalhadora”, afirma o sindicalista.

A CTB chegou a esse entendimento e convencimento depois de uma audiência realizada na última segunda-feira, dia 6, com o secretário estadual das Finanças, Marcus Ubiratan. “A Paraíba pagará caro se essa intransigência dos deputados contrários ao empréstimo continuar. O presidente da Assembléia Legislativa, deputado estadual Arthur Cunha Lima (PSDB), tem que parar de manipular situações esdrúxulas. E a mesa diretora da Casa tem conhecimento suficiente dos projetos que virão através do empréstimo”, pontua Geraldo Lima.

“Se isso continuar, vamos expor em praça pública os nomes dos deputados que estão trabalhando contra a Paraíba”, avisa o sindicalista, lembrando que o presidente da CTB, José Gonçalves, está mobilizando sindicatos e trabalhadores no interior do estado para discutir o tema do empréstimo. “A CTB está interiorizando a discussão para melhor mobilizar os trabalhadores em favor do empréstimo e dos empregos”.

Manobras de procrastinação dos partidos de oposição ao governo estadual para adiar por tempo indeterminado a votação da mensagem pedindo autorização legislativa para o empréstimo estão sendo colocadas em prática a todo momento na Assembléia Legislativa.

A mensagem chegou ao Legislativo estadual no mês de maio e somente em junho o deputado oposicionista Zenóbio Toscano (PSDB), relator do projeto na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), pediu informações e agora estão convocando o secretário Marcus Ubiratan para prestar esclarecimentos.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.