Crack sobe 600% na PB e deputado lembra importância de centro de reabilitação

As estatíticas mostram que o número de usuários de crack vem aumentando cada vez no Estado. A secretaria de Comunicação da Paraíba divulgou o balanço das apreensões de crack em 2011. As polícias Civil e Militar da Paraíba apreenderam mais de meia tonelada de drogas na Paraíba, entre maconha e cocaína (crack e pó).

 
Em relação ao crack, foi registrado um aumento de mais de 600%. De janeiro a dezembro de 2011, foram apreendidos 172.824,76g do entorpecente, contra 24.530,55g no ano anterior.
 
Em relação à quantidade de maconha, o aumento foi de mais de 140 quilos. O Instituto de Polícia Científica (IPC) da Paraíba contabilizou a apreensão de 369.872,54 kg em 2011, contra 225.414,06 kg em 2010.
 
O deputado Trócolli Júnior (PSD) ingressou na luta pela prevenção, combate e recuperação de dependentes químicos e vem pedindo o apoio da bancada federal e da Paraíba para combate o crack.
 
Trócolli vem buscando em seu mandato alternativas para combater o crescimento desenfreado do tráfico e do consumo de entorpecentes – principalmente entre os jovens. O deputado destacou a atuação do governo estadual que não só realiza a parte de repressão, mas disponibilizar espaços para que os dependentes químicos possam ter o suporte para se desintoxicar.
 
Ele adverte que deve haver uma fiscalização mais rigorosa sobre entidades que estão surgindo apenas para tentar ganhar dinheiro com a bandeira de combate, prevenção e recuperação ao uso de drogas. Essa luta é da família paraibana e não apenas de um deputado ou de uma casa legislativa.
 
O deputado convocou a união da bancada federal em prol de uma política maior. Em 2011, através da Comissão Mista do Orçamento (CMO) pediu na tribuna da Assembléia Legislativa da Paraíba que incluísse no Orçamento Geral da União 2012 (OGM), a instalação de um centro de reabilitação para dependentes químicos na região metropolitana de João Pessoa.
 
A ideia é tornar o centro uma referência nacional, que contribua para diminuição das estatísticas ruins na Paraíba. “O Estado tem perdido a luta contra as drogas, por isso esse centro poderá ser uma grande referência para o país”, disse Trócolli Júnior.
 
“O crack tornou-se uma pandemia e tem destuído milhares de famílias paraibanas, enfatizou Trócolli.
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.