Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

CPI na Câmara de Bayeux arquiva denúncia contra vereador

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instalada pelos vereadores da Câmara de Bayeux através do requerimento 638/2009 de autoria do então vereador Jorge de Sousa, primeiro suplente do PMDB, para apurar o suposto recebimento dos benefícios do programa Bolsa Família por parte do Presidente da Casa, vereador Mizael Martinho, mais conhecido por Fofinho (DEM), concluiu os trabalhos de investigação e decidiu pelo arquivamento da denúncia.  

Confira a matéria do Parlamentopb que deu início à investigação contra Fofinho

A CPI formada pela vereadora Célia Domiciano (DEM), Maria das Neves (PMDB) e de relatoria de José Eraldo, o Lico (PSB), realizou um minucioso trabalho e num relatório de dez páginas apresentado pelo vereador Lico votou pelo arquivamento da representação.
 
Em um dos pontos do relatório do vereador Lico (foto) é esclarecido que o vereador Fofinho não ocultou nenhuma informação, muito menos recebimento ilegal das verbas federais.

“O Cadastro do programa demonstra que o benefício fora concedido em 03/10/2006, período em que a senhora Luciene Andrade estava separada do senhor Mizael Martinho. O único período em que se recebeu verbas foi entre janeiro e fevereiro de 2009 e neste período o senhor Mizael não tinha ciência de que sua esposa recebia os benefícios do Bolsa Família”, esclarece o relatório que ainda complementa que atualmente o vereador está separado de sua esposa.
 
A comissão conclui afirmando que não houve irregularidade por parte do Presidente da Câmara de Vereadores de Bayeux e sugeriu o arquivamento da denúncia.

Fofinho fez um desabafo, depois do resultado: “durante todo esse tempo fui humilhado, difamado, tripudiado e perseguido. Vivi os piores momentos da minha vida, mas sempre tive fé em Deus que um dia a verdade iria prevalecer. Não há como reparar os danos morais que sofri, porém, essa decisão me dá autoestima para continuar lutando pelo povo”, comentou o vereador.

Os vereadores Gegê e Lico que no passado assumiram posições críticas em relação a Fofinho usaram a tribuna para defendê-lo e parabenizá-lo pelo resultado das investigações que o consideraram inocente.

Bayeux em Foco

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Arthur Urso leva “esposas” para passear sem roupa íntima na orla de João Pessoa

Professores da UFPB desistem de candidatura e apoiam Terezinha e Mônica

Anteriores

Jucélio Dantas é acusado de assassinar kaliane Medeiros

‘Caso Kaliane’: Acusado será julgado hoje pela morte da ex-companheira

Raios em JP

Paraíba tem aumento de mais de 40% na quantidade de raios no primeiro trimestre de 2024

Polícia Civil, homicídios 1

Pai que matou filho ao defender a mãe continua foragido

Sérgio Queiroz 2 22

Queiroz aceita ser vice de Queiroga: “Quem quiser ser grande, seja servo “

Arlenilson Pereira

Suspeito de 4 assassinatos e outros crimes, homicida mais procurado em Campina é preso em SC

CMJP 30

Câmara terá semana com entrega de títulos e debate sobre empreendedorismo feminino

São João de Campina Grande

Empreender PB abre vagas para comerciantes que irão atuar nos festejos juninos de Campina Grande

Acidente na Epitácio Pessoa

Motociclista morre em acidente na Avenida Epitácio Pessoa

Atendente de lanchonete, freepik

Sine-JP oferta 297 vagas de trabalho em diversas áreas a partir desta segunda

agassizalmeida

Morre em João Pessoa ex-deputado constituinte e jurista Agassiz Almeida