CPI dos Outdoors convoca Savigny Cunha Lima para depor

A CPI dos Outdoors decidiu na tarde de ontem, durante reunião realizada no plenário da Assembleia Legislativa da Paraíba, convocar o empresário Savigny Cunha Lima, proprietário da empresa Exiba Comunicação, para depor na Comissão, em data a ser agendada. A decisão foi tomada após a CPI ter escutado o proprietário da empresa Coppyas e Cia, Lindenau de Souto Ramos, que negou ter produzido a arte dos outdoors que exibiu imagens dos deputados que votaram contra a permuta do terreno da Acadepol.

O depoimento de Lindenau Ramos contradiz a informação prestada à CPI pelo senhor Jair Soares, a qual dá conta de que o lay out (arte) dos outdoors foi feita na empresa Coppyas e Cia e que a impressão e exibição dos mesmos ficaram por conta da Exiba Comunicação. Jair soares foi um dos fundadores do Fórum em Defesa do Desenvolvimento da Zona Sul e a pessoa que promoveu a campanha para arrecadar dinheiro para produzir os outdoors.

O deputado André Gadelha (PMDB), presidente da CPI, disse que a contradição quanto à produção da arte já existe e que a Comissão precisa apurar o fato. “O depoimento do senhor Lindenau Ramos contradiz o que afirmou o senhor Jair Soares. Ou seja, as contradições já começam a aparecer”, declarou.

André Gadelha disse que ante a contradição sobre a produção da arte dos outdoors, a CPI acredita, por maioria dos membros, que o empresário Savigny Cunha Lima poderá apresentar fato novo sobre quem produziu a arte, vez que é sabido que foi a Exiba empresa que promoveu a impressão e exibição dos outdoors. “Acreditamos que o proprietário da Exiba possa trazer uma luz sobre esse assunto. Por isso, achamos imprescindível a sua convocação”, comentou.

O micro-empresário Lindenau Ramos informou que a arte que produziu foi voltada para confecção de panfletos e adesivos, com dizeres relativos ao Fórum de Defesa do Desenvolvimento da Zona Sul. “Produzimos uma arte simples, utilizando apenas letras, para confecção de panfletos e adesivos. Em momento nenhum produzimos arte com utilização de fotos de deputados, ou coisa assim”, assegurou.

Lindenau Ramos disse ainda que conheceu Jair Soares como usuário comum (como tantos outros), que procura diariamente o seu estabelecimento comercial e que cobrou R$ 60,00 (sessenta reais) pela arte.

A CPI dos Outdoors é composta pelos deputados André Gadelha, Frei Anastácio (PT), Daniele Ribeiro (PP), Gervásio Maia (PMDB), Tião Gomes (PSL) e Hervázio Bezerra (PSDB). Apenas Tião Gomes e Hervázio Bezerra votaram contra a convocação de Savigny cunha Lima.
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.