Couto vai pedir sindicância para apurar veracidade de certidão

O deputado federal Luiz Couto (PT) disse, hoje, que está preparando defesa para os processos de representação apresentados contra ele pelo deputado do PMDB, Manoel Júnior, apesar de confiar que o Ministério Público não deva acatá-los, pois, para o Couto, as representações não teriam razão de ser, já que o relatório onde Manoel Júnior foi citado não é dele próprio e sim, da Câmara dos Deputados.

“O relatório foi aprovado por unanimidade em plenário, no ano de 2005, durante a conclusão dos trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apurou a existência de Grupos de Extermínio na região Nordeste, portanto, ele não é meu, é da Câmara dos Deputados”, afirma o Couto.

O deputado Luiz Couto disse, ainda, que está solicitando à Câmara dos Deputados os documentos dados pela Comissão ao peemedebista e vai abrir sindicância para averiguar a veracidade da “certidão” que o deputado Manoel Júnior diz ter em mãos, que ele próprio não tem conhecimento.

“Estou tranquilo, porque mais adiante a verdade aparecerá e vamos conseguir mostrar quem está mentindo. Esse relatório ao qual o deputado está sendo citado foi fruto de depoimentos e de relatórios apresentados por um delegado da Polícia Federal e de um consultor de Segurança Nacional, que trabalharam na apuração das denúncias na região onde o referido deputado tem atuação. Não fui eu que inventei, apenas fui relator de uma CPI”, afirmou Luiz Couto.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.