Couto evita polemizar com Jeová, mas assessor retribui conselho

O deputado federal Luiz Couto não quis comentar as declarações de seu colega Jeová Campos publicadas no Parlamentopb. O parlamentar alega que não vai mais contribuir para a exposição de uma divergência interna no partido. Apesar disso, um de seus assessores, Jackson Macedo, tratou de retribuir o conselho dado por Jeová a Couto. Enquanto o estadual recomendou urbanidade ao federal, Jackson sugeriu que Jeová cuide mais de seu mandato:

"Frei Anastácio faz falta na Assembleia porque os detentores de mandato do PT não têm organização em suas atuações. Jeová Campos é praticamente um deputado distrital. Ele deveria cuidar mais de seu mandato e não ficar criticando Luiz Couto por causa de alianças. Ele tem uma opinião e Luiz tem outra. Jeová já foi contra um candidato do PT nas eleições municipais. Em São João do Rio do Peixe, o partido teve candidato e ele apoiou um adversário. Ele quer obrigar Luiz a apoiar Maranhão?", indagou.

Jeová Campos integra a ala petista que defende a discussão de política de alianças somente em 2010. Já Luiz Couto apresentou um manifesto que apoia sua candidatura a Senador na chapa de Ricardo Coutinho.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.