Couto denuncia complô para assassinar ouvidora de polícia da PB

O deputado Luiz Couto (PT-PB) ocupou a tribuna da Câmara Federal ontem para denunciar a existência de um complô para executar a ouvidora de polícia da Paraíba, Valdênia Aparecida Paulino Lanfranchi.
 
Couto disse que recebeu um documento delatando o conluio e está encaminhando ao governador Ricardo Coutinho e ao secretário Cláudio Lima, da Segurança e da Defesa Social do Estado, “para que isso não venha a ocorrer”.
 
“Verificamos que quando alguém luta contra a injustiça e o crime organizado a reação é de se querer assassinar”, lamentou o parlamentar, que recentemente fez elogios, do plenário da Câmara, à ouvidora Valdênia pela apresentação do relatório citando o envolvimento de 178 policiais em casos de tortura, corrupção, execução sumária, abuso de autoridade, deficiência no serviço, abordagem truculenta e mau atendimento.
 
Operação Squadre – Outro caso levado a público pelo deputado Luiz Couto foi com relação aos policiais presos na Operação Squadre, desencadeada pela Polícia Federal. Segundo a denúncia, há também uma conspiração para impedir que esses policiais não sejam punidos e nem expulsos de suas corporações.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.