Corretor flagrado em vídeo ao atirar e matar taxista é levado para Batalhão da PM

O corretor de imóveis Gustavo Teixeira Correia, de 42 anos, suspeito de matar o taxista Paulo Damião em discussão ontem (15) no bairro do Bessa, em João Pessoa, foi levado para o 1º Batalhão de Polícia Militar, no Centro da Capital. Mas ele foi transferido para o 5º BPM, no bairro do Valentina, logo em seguida. Ele passou por audiência de custódia na tarde deste sábado (16).

O juiz Hermance Gomes Pereira foi quem conduziu a audiência de custódia no Fórum Criminal em João Pessoa. Havia um impasse na divulgação da informação sobre o local para onde Gustavo Teixeira seria conduzido. Foram citados o PB1, o presídio do Roger e, enfim, ele foi conduzido ao 1º BPM, mas depois tranferido ao 5º Batalhão, na Zona Sul.

O coronel Lucas, comandante do 1º Batalhão, explicou que transferiu o preso para o 5º BPM porque há uma determinação interna da Justiça Militar para que no Batalhão do Centro da Capital fiquem os detidos militares e que no Batalhão no bairro do Valentina fiquem os presos civis, como é o caso de Gustavo. Por isso, houve a transferência.

Gustavo é suspeito de disparar cinco tiros contra o taxista que fazia uma manobra no estacionamento de um supermercado, no bairro do Bessa. O crime foi registrado às 17h32 por uma câmera de segurança.

Veja também

Vídeo mostra momento em que homem atira em taxista após discussão no Bessa

A Polícia Civil está na fase de investigação do caso e deve reunir as imagens da câmera de de segurança, o laudo pericial do corpo da vítima e do veículo que também foi atingido pelos tiros, além de outros elementos para a conclusão do inquérito, segundo explicou ao ParlamentoPB a superintendente da Polícia Civil, delegada Roberta Neiva.

 

Comentários