Correio revela queixa com Ricardo, mas nega operação para atacá-lo

Cláudia Carvalho

A despeito de comentários surgidos desde ontem, quando foi noticiado pelo PB Agora a existência de uma reunião no Sistema Correio para definir estratégias com a finalidade de desestabilizar politicamente o prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho (PSB), uma fonte da cúpula da empresa conversou hoje com o Parlamentopb e negou que tenha havido qualquer reunião, bem como desmentiu a intenção de atacar Ricardo no noticiário dos veículos do Sistema. De acordo com as informações às quais o Parlamentopb teve acesso, realmente há uma pesquisa, realizada pela Consult, segundo a qual Ricardo Coutinho está na frente. Na capital, o percentual chegaria a 12% de liderança para o socialista em relação a Maranhão. Apesar disso, o tratamento a Ricardo deve ser mantido da maneira como está.

Em meio às negativas de uma represália midiática ao prefeito, a fonte declarou que há uma mágoa em relação ao presidente estadual do PSB que tem recusado, sistematicamente, nos últimos 45 dias, os convites que lhe são feitos para entrevistas nas emissoras de rádio, bem como no estúdio da televisão Correio. Ricardo, entretanto, neste mesmo período, tem comparecido a várias entrevistas em emissoras da Rede Paraíba Sat de rádio e na TV Cabo Branco, da Rede Paraíba de Comunicação, grupo que polariza com o Sistema Correio a audiência dos paraibanos.

Segundo a fonte, todavia, a insatisfação acaba aí. A recomendação do Sistema é de manter boa relação com todos os candidatos a Governador da Paraíba porque nenhum deles tem se manifestado publicamente contra as empresas do grupo ou sua postura editorial.

Pressões – Na entrevista concedida ao Parlamentopb, a fonte revelou que, com o início prematuro da campanha na Paraíba, as pressões têm sido intensas de ambos os lados. Tanto os assessores do prefeito Ricardo Coutinho têm feito ingerências para "hegemonizar" a imagem do gestor nos veículos de Comunicação do Correio quanto os assessores de José Maranhão (PMDB) têm cobrado espaços generosos para a veiculação de informações que digam respeito ao chefe do executivo estadual.
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.