Corpo de Mírian Gurgel será sepultado no Boa Sentença

A pesquisadora e humorista Mirian Gurgel Maia morreu hoje de madrugada no Hospital da Unimed, onde estava internada desde a semana passada, em tratamento contra um câncer. Mírian era casada com o auditor do TRE aposentado, Isnar Fernandes Maia. O corpo dela está sendo velado na Central São João Batista, na avenida Epitácio Pessoa, e o sepultamento está marcado para as 16 horas no Cemitério Senhor da Boa Sentença, no Varadouro.

Mirian Gurgel Maia era formada em Letras pela Universidade Estadual da Paraíba e autora de pesquisas sobre o conto popular paraibano que desenvolveu quando integrava o Núcleo de Pesquisa e Documentação da Cultura Popular (Nuppo) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Ela também colaborou com textos para Escolinha do Professor Raimundo, programa de humor da Rede Globo.

A pesquisadora desenvolveu ainda o projeto Aula-Show que aponta a importância do incentivo de estudos científicos sobre a piada como narrativa. “Neste projeto tento mostrar que a piada merece estar no patamar de outras narrativas e deve ser estudada como teses de mestrado. Piadas são documentos, críticas e rejeição de valores”, destacou ela à época.

Mírian escreveu livros como: De boca em boca, Boca no trombone, Sacranagem, Fogo no rabo e outros.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.