Euller renuncia à presidência do Conselho Nacional dos Comandantes-Gerais da PM

O comandante-geral da Polícia Militar da Paraíba, coronel Euller Chaves, renunciou à presidênciado Conselho Nacional dos Comandantes-Gerais das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares, nessa terça-feira (29), e convocou novas eleições para o cargo, durante reunião ordinária do órgão, que acontece em Brasília. Euller participou de forma online, por causa da agenda de homenagens e agradecimentos que cumpre, esta semana, em várias unidades da PM, aqui na Paraíba. O desligamento dele do cargo tem sido compreendido como uma sinalização de que ele vai deixar também o comando da PM para disputar uma vaga de deputado estadual.

“Missão cumprida! Tivemos a oportunidade de, representando à Paraíba, encabeçar os principais temas de interesse das Forças Militares Estaduais do país, a exemplo da nossa lei orgânica. No conselho, criamos e reativamos várias câmaras temáticas, com foco na prevenção à violência contra às mulheres, na prevenção ao uso de drogas pelos nossos jovens, fortalecimento das áreas de interesse turístico, da inteligência, entre outros”, destacou coronel Euller.

Quem assume a função, após ser eleito, é o comandante-geral da Polícia Militar da Bahia, coronel Paulo Coutinho.

Comandante Euller foi o primeiro nordestino a ser eleito presidente do Conselho Nacional dos Comandantes-Gerais das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares, em junho de 2020, tendo sido reeleito por unanimidade, no ano seguinte.

O conselho, que reúne os comandantes-gerais de todas as instituições militares estaduais, foi criado em 1993 e é responsável por pautar e acompanhar as decisões e projetos de lei nacionais relacionados às Polícias Militares, Corpo de Bombeiros Militares e a segurança pública como um todo.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.