Corinthians queria Michael Jackson em festa dos 100 anos

O vice-presidente de marketing do Corinthians, Luís Paulo Rosenberg, anunciou nesta quinta-feira (3), que estava negociando a vinda do cantor Michael Jackson para a festa de 100 anos do clube, a ser realizada em novembro de 2010, em São Paulo. Porém, o artista morreu no fim do mês de junho.

Rosenberg afirmou que Jackson já havia acertado a vinda ao Brasil por cachê estipulado em R$ 8 milhões. O cantor havia exigido a garantia de que não faria mais nenhuma apresentação ou aparição no país senão no show do Corinthians.

O Corinthians planeja investir R$ 30 milhões na divulgação do centenário, cujas ações serão realizadas pela agência OgilvyAction. Apesar de não contar mais com o rei do pop, vários artistas estão convidados para se apresentar no evento comemorativo.

O VP do clube paulistano informou que pretende organizar um grande show para celebrar o Dia da Consciência Negra e deseja ligar essa temática à história do clube e da sua torcida. O evento contará com a participação de representantes da cultura negra do Brasil e do mundo e por isso o nome de Michael Jackson estava cogitado para ser a grande atração da festa.

 

Redação Adnews

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.