Coordenadores de Maranhão e Ricardo vão fazer pesquisa eleitoral conjunta

Os coordenadores gerais das campanhas de José Maranhão – Marcelo Weick – e de Ricardo Coutinho – Nonato Bandeira – participaram de um debate acalorado ontem à noite no programa Conexão Master, da TV Master. Em meio a muitos questionamentos sobre a credibilidade das pesquisas eleitorais realizadas na Paraíba, ambos decidiram firmar um acordo de realizar, em conjunto, a contratação de um instituto de pesquisa de renome nacional, que deve ser o Datafolha, para aferir a preferência do eleitorado em relação aos candidatos ao Governo.

– Existe um equilíbrio entre os dois principais postulantes. Está virando folclore a realização de pesquisas na Paraíba – disse Nonato Bandeira.

– Eu faço um desafio saudável. Se há essa dúvida, vamos contratar uma pesquisa nacional, uma Datafolha, um Vox Populi, um Gallup, e vamos dividir os custos – propôs Weick.

– Está aceito de imediato – retrucou Bandeira, fazendo restrições ao Vox Populi, que teria sido contratado pelo Governo do Estado anteriormente.

O coordenador da Coligação Paraíba Unida declarou que poderia ser contratado o Datafolha.

– Temos três institutos que dão uma margem ampla para o governador José Maranhão. 18% é muita coisa – disse Marcelo Weick.

Com ironia, Nonato Bandeira citou que, ao mencionar os 18% de diferença, o coordenador da campanha de José Maranhão desprezava os números do Diário Data Associados, que chegou a apontar 32% de vantagem para José Maranhão.

– Eu fico feliz que os números do Data Associados já foram descartados por Marcelo Weick. Ele mesmo disse que o que merece crédito são os 18%. Ele mesmo descredenciou – declarou Nonato.

– É muito fácil pegar os extremos. Você sabe que você tem que descartar os extremos. Se descartamos os 32% e os 11% que você citou, chegamos a 18% que é uma média realista – admitiu Marcelo Weick.
 

 

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.